Frete: como definir o preço da entrega do seu e-commerce

Toda loja virtual já se deparou com o seguinte desafio em algum momento: a precificação do frete. Ao mesmo tempo que o recurso viabiliza as vendas online, o valor cobrado pelo envio pode se tornar um obstáculo para os negócios virtuais. Quando não calculado e planejado estrategicamente, o frete pode comprometer o caixa e os resultados da empresa.

A cobrança do serviço interfere diretamente no preço final que o cliente está disposto a pagar e é um dos grandes motivadores de abandono de “carrinho”. Muitas vezes, o consumidor visualiza o valor do produto, se interessa em comprá-lo, mas desiste da operação quando considera o valor do envio alto. Por outro lado, quando é percebido como um benefício, essa escolha no check-out da compra deixa de ser visto como uma cobrança, para virar um ganho.

Segundo a coordenadora do Escritório de Negócios em Comércio Eletrônico (ENCE) dos Correios, Debora Sacomandi, acertar a mão na hora de precificar o frete é um fator decisivo para estimular as vendas e estreitar a relação com os clientes. “Oferecer um valor de frete equilibrado e competitivo demanda estudo e análise criteriosa. Quando isso é feito corretamente, o retorno tende a ser muito positivo, tanto para as finanças quanto para a imagem do e-commerce. Os clientes percebem o valor da oferta e, assim, são conquistados e fidelizados”, ressalta.

4 tipos de precificação de frete

Para estabelecer a política de frete da sua empresa, o melhor caminho é planejar as estratégias de precificação e entender a formação de preço dos seus produtos. Tão importante quanto promover descontos de frete é garantir que ele seja aceito entre o seu público e recorrente em novas vendas. Ações agressivas podem comprometer a sustentabilidade do seu negócio, por falta de respaldo financeiro para a sua manutenção.
Confira abaixo quatro estratégias de precificação de frete:

Frete fixo
O lojista estabelece um valor fixo para todas as remessas, ou por região, para facilitar a comunicação da sua política de frete. Para isso, a loja virtual analisa os valores médios de frete e institui o fixo, se comprometendo a assumir a diferença. Se a média das remessas é R$ 20, por exemplo, e valor do frete fixo é R$ 9,90, a diferença de R$ 10,10 será paga pelo vendedor.

Frete grátis
Sinônimo de venda certa, é o mais querido dos consumidores. A estratégia em que o lojista assume integralmente os custos de envio pode ser utilizada de forma permanente ou em eventos especiais: promoções por 24 horas, compras realizadas aos fins de semana, trocas de coleções ou datas comemorativas. É recomendável definir um valor mínimo de compra para acesso ao benefício e instigar o cliente por meio de recursos visuais, como barra progressiva.

Frete surpresa
Tipo de frete que pode ser utilizado como estratégia de marketing, já que é uma outra forma de cativar o cliente. Se ele escolheu, por exemplo, uma modalidade econômica no check-out, receber o produto antes do previsto, por meio de um serviço de entrega expressa, certamente será surpreendido de forma positiva.

Frete regionalizado
Aquele em que o valor é estabelecido de acordo com a localidade da entrega do produto e varia de acordo com o custo que o lojista deseja assumir. Pode ser setorizado por estados, regiões geográficas, divisas, dentre outros.

Os tipos de precificação descritos acima podem ser adotados e atualizados em qualquer tempo. A escolha das estratégias deve estar sempre alinhada aos resultados esperados para a sua empresa, ao planejamento de vendas estabelecido para o seu negócio e considerar aspectos técnicos, financeiros e de localização, assim os preços praticados nas tabelas dos transportadores, por exemplo.

O seu e-commerce pratica alguma dessas estratégias de frete? Se precisar de ajuda, conte com a equipe do Escritório de Negócios em Comércio Eletrônico (ENCE) dos Correios para personalizar sugestões de frete para a sua empresa. É só entrar em contato pelo e-mail comercioeletronico@correios.com.br.

Correios é o principal aliado de pequenas livrarias na pandemia

Ruan Souza abriu um sebo virtual durante a pandemia. Foto: Arquivo Pessoal

Se antes da pandemia de COVID-19 os Correios já eram os maiores parceiros do comércio eletrônico brasileiro, com a concentração das vendas on-line a empresa passou a ser o principal aliado de muitos empreendedores. Uma solução exclusiva da estatal tem viabilizado, por exemplo, a inserção de pequenas livrarias e sebos do País no mercado das vendas on-line.

Chamado registro módico, o serviço dos Correios para envio de livros e material didático é cerca de 50% mais barato que o frete convencional. Isso porque a solução não cobra pela distância, mas pelo peso: um envio de livro para outro Estado custa o mesmo que para alguns quarteirões de distância.

Foi graças a essa opção de envio que muitos livreiros conseguiram manter seus negócios na pandemia e, até mesmo, aproveitar o aumento das vendas online. O segmento foi um dos que mais cresceu no e-commerce: a venda de livros físicos pela internet aumentou 44% no ano passado, na comparação com o ano anterior.

Para o livreiro Deyvisson Machado, os serviços dos Correios são os mais justos do mercado. Foto: Arquivo Pessoal

O microempreendedor Deyvisson Cardoso Machado viu as vendas da sua livraria on-line despencarem no início da pandemia, mas conta que, desde julho, o aumento da demanda foi de quase 50%. “Muitos estudantes, graduandos e doutorandos aproveitaram a quarentena para colocar em prática suas pesquisas. Hoje, mesmo sendo um microempreendedor, estou mais tranquilo em relação às vendas”, comemora.

Leia mais “Correios é o principal aliado de pequenas livrarias na pandemia”

Live AproxiMe: especialista apresenta estratégias para atingir excelência em negócios digitais

O diretor da OQVestir e membro do Conselho de Curadoria e Planejamento do E-Commerce Brasil, Rodrigo Maruxo, foi o convidado da live desta quinta-feira (29) da série AproxiME – produzida pelos Correios para apoiar pequenos e médios empreendedores neste momento desafiador. A partir do tema “Gestão de um negócio: das vendas até a operação”, o especialista em business excellence explicou o passo a passo para construir e consolidar um negócio virtual.

O Blog dos Correios selecionou três dicas do autor do livro “A Magia da Excelência e Vendas” para quem pretende crescer no universo do e-commerce.

Leia mais “Live AproxiMe: especialista apresenta estratégias para atingir excelência em negócios digitais”

Especialista em e-commerce apresenta dicas para planejar vendas na internet

Conhecido no mercado como “mago do e-commerce”, o especialista em varejo eletrônico e professor universitário, Cristopher Neiverth, foi o convidado desta quinta-feira (15), da live da série AproxiMe, realizada pelos Correios. O objetivo do evento online, transmitido no canal oficial da empresa no Youtube, é apoiar pequenos e médios empreendedores neste momento desafiador, em razão da pandemia.

Durante a live, Cristopher Neiverth deu dicas de como prever e gerir melhor as vendas online, do planejamento ao estoque. No início da sua apresentação, o especialista pontuou que, antes de mais nada, é importante entender as mudanças de comportamento do consumidor, o que ele quer e onde está comprando: pelo site, WhatsApp ou aplicativo, por exemplo.

Segundo Neiverth, hoje o e-commerce tem três componentes importantes: device (celular, tablet, computador), meio de pagamento e internet. E eles estão nas mãos dos consumidores, por meio dos 229,2 milhões de smartphones no país, com uma média de 4 horas por dia de navegação na web.

Estabeleça metas de vendas

De forma prática, Neiverth apresentou os passos básicos do planejamento das vendas online, começando pela definição de metas de vendas. A receita anual, de acordo com o especialista, deve ser dividida mensalmente de acordo com a sazonalidade de cada negócio. Cabe ao empreendedor definir suas metas de ticket médio, taxa de conversão e porcentagem de pedidos pagos para alcançar a receita mensal determinada.

Leia mais “Especialista em e-commerce apresenta dicas para planejar vendas na internet”

e-Carta dos Correios moderniza comunicação de órgãos públicos

A pandemia de Covid-19 tem posto à prova a capacidade de adaptação de pessoas e instituições. Diante das mudanças nas formas de interação social, os Correios intensificaram a modernização de seu portfólio de produtos e serviços. Entre as novas soluções digitais da empresa, está o e-Carta, serviço que trouxe mais agilidade e segurança à comunicação de empresas e órgãos públicos.

Com garantia de sigilo em seu processamento, o e-Carta consiste na captação eletrônica, impressão e envio de documentos, como multas e intimações judiciais. A postagem é realizada pela internet e as correspondências são impressas no Centro de Digitalização e Impressão dos Correios (CDIPs) mais próximo do destinatário. Em seguida, os documentos são distribuídos pelos carteiros.

Durante a troca de arquivos digitais, para que tudo ocorra conforme os protocolos de segurança estabelecidos entre os Correios e seus clientes, o e-Carta garante a integridade, confidencialidade e, principalmente, a autenticidade das informações. Para tanto, o serviço segue os prazos processuais estabelecidos por mais de vinte órgãos da Justiça atendidos em todo o Brasil.

Leia mais “e-Carta dos Correios moderniza comunicação de órgãos públicos”

CONFERÊNCIA AICEP
Adaptação é ordem para logística do e-commerce pós-pandemia

Os números são incontestáveis: a pandemia do novo coronavírus acelerou a tendência de crescimento do comércio eletrônico em todo mundo. Em 2020, o Brasil registrou um aumento de 41% no faturamento das operações de comércio eletrônico e de 30% no volume de pedidos online. O País possui, atualmente, quase 80 milhões de consumidores digitais, segundo dados das consultorias Ebit|Nielsen.

Com objetivo de avaliar as mudanças e desafios logísticos para o e-commerce neste novo cenário, os Correios participaram, nesta terça-feira (30), do primeiro ciclo de conferências de 2021 da Associação Internacional das Comunicações de Expressão Portuguesa (AICEP), em parceria com os CTT – Correios de Portugal. O tema do encontro foi “O grande salto do e-Commerce – Crescer o negócio” (assista aqui).

Representando os Correios, o diretor de Negócios da estatal, Alex do Nascimento, falou sobre como a empresa brasileira tem se reiventado para se adaptar aos novos hábitos de consumo e ao aumento de volume de encomendas. “As compras online internacionais, por exemplo, cresceram no último ano cerca de 52%. Para nós, essa alavancagem do e-commerce foi encarada tanto como uma oportunidade quanto como uma necessidade de oferecer novos serviços, apoiando a sociedade brasileira neste momento tão difícil”, disse.

O diretor de Negócios dos Correios representou o Brasil na conferência da Associação Internacional das Comunicações de Expressão Portuguesa (AICEP).

Como exemplo, além das adequações às novas regras e cuidados sanitários, o diretor citou que a estatal tem intensificado a redução dos preços do frete e dos prazos das entregas de encomendas em milhares de trechos pelo País (leia mais). Além disso, os Correios apostaram na inserção de novas tecnologias e no maior grau de digitalização dos seus serviços, a partir de um olhar centrado na experiência do cliente.

Uma das novas soluções dos Correios, citadas pelo diretor, foram os armários inteligentes, lançados em outubro de 2020 no Rio de Janeiro e no Distrito Federal (leia mais). “Além de reduzir custos logísticos, com os Lockers o cliente tem muito mais comodidade: ele decide onde e quando quer receber o seu objeto. Em breve, o Estado de São Paulo também receberá os armários inteligentes dos Correios”, salientou.

O diretor de Negócios dos Correios também falou sobre a diversificação dos produtos aceitos pela empresa, como itens menores e mais sensíveis. “O momento atual exige dos operadores logísticos entregas mais rápidas e preços reduzidos. Já iniciamos um teste-piloto para entrega dentro de 2 a 4 horas na cidade de São Paulo. Isso demanda uma redistribuição do processo logístico e a criação de novos armazéns”, ressaltou.

Seguindo essa tendência de adaptação , que de acordo com Alex é a palavra de ordem para a rede logística pós-pandemia, os Correios agregam um conjunto de outros serviços que vão além da logística. Um exemplo é o programa Aproxime, iniciativa criada para fortalecer o comércio eletrônico, auxiliando pequenas e médias empresas a alavancarem negócios no digital. “Não fazemos só entregas, somos um prestador de serviços relevantes para crescimento do comércio eletrônico”, frisou o dirigente.

Também participaram da conferência virtual, o presidente executivo dos CTT Correios de Portugal, João Bento; o diretor de E-commerce dos CTT Correios de Portugal Alberto Pimenta; o diretor de Negócios dos Correios do Brasil, Alex do Nascimento; o fundador e CEO da Tupuca, Erickson Mvezi; e o diretor de E-commerce da SonaeMC, Pedro Santos.

Dia do Consumidor: Correios aprimora experiência do cliente


Para oferecer soluções postais e logísticas cada vez mais acessíveis, confiáveis e competitivas, os Correios têm se reinventado e aprimorado os seus serviços. Uma das prioridades atuais da estatal têm sido melhorar a experiência do cliente e ajudar as pequenas e médias empresas brasileiras a superar os desafios impostos pela pandemia. Por isso, neste mês em que o mundo comemora o Dia do Consumidor, a estatal intensificou a otimização dos prazos de entrega de encomendas nacionais e internacionais em mais milhares de trechos pelo País (leia mais).

Além disso, no início deste ano, a estatal diminuiu os preços dos fretes para envio de remessas destinadas a localidades mais distantes dos grandes centros urbanos, contribuindo para a interiorização do comércio eletrônico brasileiro.

“Além de alavancar negócios, as medidas beneficiam diretamente o consumidor, que receberá suas encomendas mais rapidamente – onde quer que ele esteja. Isso comprova o compromisso dos Correios em atender cada vez melhor os seus clientes e serem os maiores parceiros do e-commerce, fortalecendo ainda a economia do País”, ressalta o presidente dos Correios, Floriano Peixoto.

Os novos preços e prazos das entregas de encomendas estão disponíveis no site dos Correios ou via integração web service. Mais informações podem ser obtidas com a equipe de atendimento dos Correios, pelo endereço https://www.correios.com.br/fale-com-os-correios.

8 de março – Dia Internacional da Mulher

A data rememora conquistas
E lembra também que há outras para impulsionar
Voto, trabalho, independência
Lutas de um tempo, impossíveis de apagar

No dia a dia são incontáveis histórias
Da força feminina
que não se pode questionar

Não é preciso se aprofundar, basta observar
Em todas as posições elas estão a trabalhar
Na rua, a carteira
No balcão, a atendente
Na mesa, a analista
Em todas elas, a disposição para novos lugares desbravar

São motivo de orgulho as vitórias
Que hoje podemos comemorar
Para inspirar novos desafios que não param de chegar
Coragem e determinação para cada obstáculo ultrapassar
Com a certeza que todas podem alcançar o que seu coração planejar

Devemos reconhecer e admirar
Todos os dias
O valor das histórias que toda mulher tem para contar

5 de março - Dia do Filatelista
Selos: Paixão atualizada a cada geração

Emissão postal especial Xadrez

No final do ano passado, “O Gambito da Rainha” – série que tem como tema o xadrez -, fez história com a primeira temporada de maior audiência no canal de streaming onde foi exibida. A essa altura, você deve estar se perguntando o que o xadrez e enxadristas têm a ver com filatelia e filatelistas – tema central desse texto. Não lhe tirando uma certa razão, mas que tal se falássemos de semelhanças?

Podemos começar pela coincidência de que na mesma época de lançamento da série, segundo semestre de 2020, os Correios tinham na sua programação a emissão especial homenageando enxadristas e o fascínio que o xadrez traz. A emissão destacou as partidas online, onde o jogo pode durar apenas 2 minutos.

A filatelia também inspira histórias empolgantes, que fazem sucesso, com roteiros cheios de ação e suspense. O filme argentino “Nove Rainhas”, indicado a quase 30 prêmios e vencedor de 21 deles, entra na lista. Outra similaridade é que a procura pelos dois hobbies cresceu em 2020, ano do início da pandemia do coronavírus.

Leia mais5 de março – Dia do Filatelista
Selos: Paixão atualizada a cada geração”

Encomenda na mão! Clientes aprovam Locker dos Correios

Kleysane de Castro foi a primeira cliente do Locker no RJ.

Lançado há poucos meses, o mais inovador canal de autoatendimento dos Correios já está fazendo diferença na vida de muitos brasileiros. Instalado em locais públicos de fácil acesso, como metrôs e shoppings, o Locker é a solução ideal para quem não pode estar em casa para receber encomendas, não possui porteiro em seu condomínio ou mora em áreas de restrição de entrega.

É o caso de Kleysane de Castro (22) , que reside em Belford Roxo, na Baixada Fluminense (RJ). Em 2020, com a pandemia do novo coronavírus, ela, que já era adepta das compras online, passou a utilizar ainda mais o e-commerce para realizar compras. No entanto, por residir em uma área com restrição de entregas, a jovem tinha que pegar duas conduções diferentes até chegar ao Centro de Distribuição dos Correios mais próximo de sua casa para retirar os itens.

Até que um dia, ao sair do trabalho, Kleysane passou pelo saguão principal da Central do Brasil, localizada na região central da capital fluminense, e viu o locker dos Correios. “Achei muito interessante e tirei uma foto do CEP impresso no terminal. O fato dos Correios serem uma empresa forte e conhecida no país, me passou segurança para testar a novidade”.

Após realizar a compra em uma loja online e direcionar a entrega para o locker, ela recebeu o SMS avisando que o objeto foi entregue e que tinha o prazo de três dias para buscar a sua encomenda. “Então, fui até a Central, optei por usar o QR Code e, em segundos, fiz a retirada. Com toda certeza vou usar o locker dos Correios mais vezes, pois é uma ótima alternativa para quem busca comodidade e deseja evitar filas e aglomerações. E sem pagar nada a mais por isso”, elogia.

Kleysane gostou tanto da novidade que já retirou mais três itens e está aguardando a chegada do seu quarto objeto no locker da Central do Brasil. “Espero que logo os Correios inaugurem mais terminais, inclusive um perto da minha casa. Já estou até fazendo propaganda pra família e pros amigos”, relata a jovem.

Daniel de Castro: “essa já é minha forma oficial de receber encomendas”.

Outro cliente satisfeito com o novo canal de atendimento dos Correios é o Daniel de Castro (29), também morador de Belford Roxo (RJ). O técnico de manutenção predial conta que ficou sabendo do armário inteligente após assistir uma matéria exibida pela TV Brasil no dia lançamento do serviço no RJ, em 30 de dezembro de 2020. “Me interessei na hora, fui atrás de mais informações e decidi testar a novidade. Na primeira vez que utilizei, recebi às 13h o SMS informando a entrega, saí do trabalho às 14h e às 14h30 já estava com meu objeto em mãos. Foi muito rápido!”.

Para ele, as vantagens de escolher o locker dos Correios para receber suas encomendas foram: rapidez e praticidade na retirada do objeto, utilizando código de acesso ou QR Code; segurança, pois os lockers estão instalados em lugares monitorados e, em tempos de pandemia, garantem ainda que as entregas ocorram sem contato físico.

O horário estendido de funcionamento é outro diferencial do serviço, pois os terminais podem funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana (respeitados os horários de funcionamento dos locais onde estarão instalados). E a cada nova compra online, o cliente pode escolher um locker diferente para receber as encomendas. “Agora sou eu que decido onde a entrega será realizada, independente do meu endereço residencial ou comercial. Essa já virou minha forma oficial de receber encomendas”, comemora Daniel.

Além de trazer vantagens aos usuários, os lockers também contribuem para a economia de recursos e para a sustentabilidade do planeta. Ao otimizar o percurso dos carteiros, os Correios diminuem a sua emissão de CO2 na atmosfera, além de reduzir o fluxo de veículos e a poluição sonora nas cidades.

Com o credenciamento de empresas e instalação de terminais próprios, os Correios vislumbram operar cerca de 100 lockers no Estado do RJ, 110 em São Paulo e 10 no Distrito Federal, até o final do primeiro semestre de 2021. Conforme a avaliação dos resultados obtidos pela solução, a expectativa é de que até dezembro de 2022, os Correios instalem 3 mil lockers em todo o Brasil.

As informações sobre o credenciamento de empresas para a instalação de lockers estão disponíveis no site dos Correios (veja aqui)

Onde estão

O primeiro armário inteligente dos Correios foi lançado em outubro de 2020 no Paranoá, região administrativa do Distrito Federal. Ele está situado na Praça Central Lote 1 térreo – CEP 71570-989. Horário de funcionamento: das 8h às 19h de segunda a sexta e das 8h às 12h no sábado.

Já na AC Central de Brasília, localizada no SBN Quadra 1 Bloco A Térreo – Asa Norte – CEP 70040-989, o funcionamento é 24h.

No Rio de Janeiro, o novo canal de atendimento desembarcou em dezembro e hoje conta com cinco terminais em operação:
• Central do Brasil (Praça Cristiano Otoni, s/n, Centro – CEP 20221-989);
• AC Presidente Vargas (Rua Afonso Cavalcanti, 58 – Centro – CEP 20211-989);
• AC Niterói (Avenida Visconde do Rio Branco, 481, Centro – CEP 24020-989);
• AC Central (Rua Primeiro de Março, 64 – Centro – CEP 20010-989);
• AC Hannibal Porto (Rua Hannibal Porto, 450 – Irajá – CEP: 21230-989).

Para saber mais e consultar o horário de funcionamento de cada um deles, acesse www.correios.com.br/locker. Em caso de dúvidas e para mais informações, os clientes podem entrar em contato pelos telefones 3003-0100 e 0800 725 0100 ou pelo Fale Conosco dos Correios.