Em live, Correios aponta desafios do e-commerce para a Black Friday e garante entregas no prazo

Na live da última quinta-feira (28) do programa AproxiME, iniciativa dos Correios que apoia empreendedores e oferece conteúdos relevantes sobre e-commerce, o tema foi “Soluções de encomendas para a Black Friday”, apresentado pela publicitária e especialista em gestão estratégica Talita Martins Ferreira, que atua há 10 anos como assessora de gestão do portfólio de serviços para o comércio eletrônico dos Correios.

Talita iniciou a live ressaltando os esforços dos Correios para tornar os prazos de entregas mais curtos e melhorar a experiência do cliente, tendo em vista o amadurecimento do setor, diante da pandemia: em 2021, a estatal já reduziu os prazos de entrega em mais de 40 mil trechos e, atualmente, já há mais de 7 mil percursos com entregas feitas no dia seguinte ao da postagem.

“Mesmo nas datas comerciais mais importantes deste ano, os prazos de entrega dos Correios não serão ‘esticados’ em razão do aumento do volume de postagens – nem mesmo na Black Friday. Só o que deve aumentar são as vendas dos nossos clientes”, ressaltou ela.

Em seguida, a especialista discorreu sobre os três serviços dos Correios mais utilizados para o envio de encomendas no e-commerce:

  • Mini Envios: ideal para envio de pequenos produtos, com limite de peso de até 300 g e preços diferenciados, atende bem nichos como produtos de papelaria, higiene, beleza e informática;
  • PAC: modalidade mais utilizada pelas lojas virtuais, atende todos os nichos; tem limite de peso de até 30 kg e é ideal para a utilização de estratégias de frete pelo lojista de e-commerce;
  • SEDEX: forma de envio mais conhecida, caracteriza-se por rapidez e segurança, com prazos entre 1 e 5 dias para entrega e limite de peso de até 30 Kg; é ideal para uso de estratégias de frete diferenciadas (como frete expresso).

*Desafios para a Black Friday *

Talita também elencou os principais desafios atuais do comércio eletrônico e as soluções que os Correios encontraram para lidar com eles. “Os clientes desejam entregas cada vez mais expressas. Aquele que chega primeiro na casa do cliente, converte mais vendas. Por isso, os Correios criaram o novo SEDEX Hoje, que oferece a entrega de encomendas dentro de poucas horas”, salientou.

Atualmente disponível em São Paulo, o SEDEX Hoje será expandido para algumas outras localidades. Além da entrega no mesmo dia, a solução oferece acompanhamento da encomenda em tempo real, interação entre destinatário e entregador e coleta gratuita.

Outra demanda crescente, segundo Talita, é o da busca pelo serviço de coleta de objetos. Já oferecida pelos Correios, a solução traz, além da comodidade, outras vantagens para quem vende pela internet, como facilidade na postagem e até gratuidade de coleta dependendo da quantidade de objetos. Há diferentes formas de coleta, conforme a necessidade do cliente: programada e recorrente; agendada (mas não recorrente); e no mesmo dia (também não recorrente).

Outro desafio, que se intensifica com o aumento das vendas da Black Friday, é o das entregas não realizadas em razão de ausência do destinatário, que pode chegar a cerca de 10% dos casos. As soluções dos Correios para lidar com o problema são: entrega no endereço de um vizinho (desde que previamente autorizado) quando não for possível a entrega no endereço do comprador; retirada na agência mais próxima ou na escolhida pelo consumidor; e retirada em locker (quando o serviço estiver disponível na localidade e for escolhido pelo cliente).

Ao finalizar a Live, Talita destacou ainda a importância da logística reversa. “Muitas vezes o cliente precisa devolver ou trocar um produto comprado, então os Correios disponibilizam o serviço ao lojista e este concede autorização de postagem em devolução ao cliente”, ressaltou.

Sobre as lives – As lives do programa AproxiME dos Correios trazem conteúdos relevantes sobre o comércio eletrônico com o objetivo de apoiar lojistas no fortalecimento e desenvolvimento de seus negócios frente à tendência de aceleração do consumo digital. Os encontros virtuais ocorrem às quintas-feiras, a partir das 11h, e estão disponíveis no canal oficial dos Correios no YouTube.

Dúvidas sobre os conteúdos das lives? Entre em contato pelo e-mail comercioeletronico@correios.com.br

30 de outubro: Dia do Atendente Comercial dos Correios

Atender é mais do que prestar um serviço. É dar atenção, ouvir, ter empatia. E é exatamente esse o trabalho diário dos mais de 20 mil atendentes comerciais dos Correios, espalhados nas agências de todo o País.

Neste 30 de outubro, celebramos a dedicação desses profissionais que atuam na linha de frente e desempenham um papel essencial para a sociedade, refletindo diretamente a imagem dos Correios.

No balcão, além de oferecer as soluções da empresa, eles colecionam histórias inspiradoras e emocionantes. Só no último mês, foram mais de 16 milhões de atendimentos realizados por esses profissionais em todo território nacional.

O “orgulho em servir” é o sentimento que, para a atendente Kennya Gomes Santos, melhor traduz o seu dia a dia, principalmente em momentos desafiadores, como tem sido os tempos de pandemia. Desde o início da quarentena, Kennya está trabalhando na agência de Candeias (BA), responsável também pelo atendimento à população do município de Madre de Deus, localizado numa das ilhas da região. “Uma das nossas maiores satisfações é o reconhecimento do cliente. Recentemente, uma senhora esteve na nossa agência para receber seus medicamentos e nos agradeceu, com muito carinho, por mantermos os nossos serviços mesmo em um momento como este. Nessa hora, a gente vê a importância de servir e a razão de estar aqui”, completa.

A atendente Kennya Gomes Santos trabalha na agência dos Correios de Candeias (BA). Foto: Divulgação/Correios.

Não é só nas agências que acontece essa interação com os clientes: na Central de Atendimento ao Cliente (CAC), o contato por telefone também exige paciência e saber ouvir. Para Clodomir Silva de Sousa, que atua há oito anos na CAC, o atendimento ao cliente precisa ser cada vez mais autêntico e humano. “Por isso, procuro aperfeiçoar a minha comunicação a cada dia, sempre me colocando no lugar do outro”, ressalta. 

Para o atendente da CAC Marcelo Costa Milagres, lotado na unidade de Barbacena (MG), muitas vezes, o primeiro contato de um cliente em busca informações com a empresa acontece por meio da central de atendimento. “Por isso, faço o meu trabalho da melhor maneira possível. Quando o cliente recebe um atendimento de qualidade num call center, ele vai ligar essa qualidade aos serviços dos Correios”, explica.

Marcelo Costa Milagres, atendente da Central de Atendimento ao Cliente (CAC). Foto: Divulgação/Correios.

Seja por telefone ou presencialmente, são os atendentes dos Correios que driblam as mais diferentes situações e humores e que, durante a pandemia, estão firmes, junto com os Correios, no apoio à população.

A todos esses profissionais, que aprenderam a sorrir com os olhos por trás das máscaras de proteção, nosso reconhecimento pelo trabalho dedicado e cordial, em total sintonia com os valores da nossa empresa.

Live traz fundamentos para administrar as finanças de um negócio

A live desta quinta-feira (21) do programa AproxiME, trouxe o tema “O que é essencial saber na hora de administrar as finanças do seu negócio”, apresentado pela especialista em gestão financeira Raquel Santos. Graduada em Administração com MBA em Controladoria, Raquel é idealizadora da metodologia “Bora Financeirar?!”, CEO da consultoria financeira Lucrativa e da iDelas, empresa com foco em mulheres empreendedoras, que faz gestão financeira por meio de um aplicativo gameficado que usa inteligência artificial e está em fase final de desenvolvimento. Atualmente ela é também diretora financeira da Confederação Nacional de Jovens Empresários.

Segundo Raquel, sua formação na área de administração e controladoria era mais adequada ao trabalho em grandes empresas, porém, ao ser convidada por seu irmão para ser sócia em uma pequena empresa de tecnologia, ela percebeu que precisaria criar seu próprio método para aplicar a pequenos negócios e tornar as coisas mais práticas. Assim, ela criou o termo “financeirar”, de forma a dar a ideia de ação e praticidade ao lidar com questões de finanças do negócio. Dessa experiência, surgiu seu livro “Bora Financeirar”, que detalha seu método.

Em sua apresentação, Raquel discorreu sobre sete itens que considera essenciais, que o empreendedor precisa conhecer ao lidar com as finanças de seu negócio. São eles:

  1. Saber o que é gestão financeira – É necessário atentar para a lógica simples e prática do controle do dinheiro do negócio. Raquel está falando do regime de caixa, onde o que importa é quando a entrada e saída de dinheiro acontecem na conta da empresa. Nesse regime, o resultado financeiro é igual a entradas menos saídas de dinheiro.
  2. Ter em mente que lucro não é pró-labore – Para a especialista, o dono “é uma das despesas de seu próprio negócio” e deve definir o quanto quer receber por seu trabalho; portanto, deve incluir-se como uma das saídas financeiras. Além disso, é fundamental que ele separe as contas pessoais das contas do negócio.
  3. Saber precificar corretamente os produtos e serviços – Esta é a única forma de fazer o negócio ter dinheiro em caixa. Em relação a este ponto, Raquel apresentou, como bônus, uma miniaula sobre precificação durante a live. Ela incluiu tópicos como: definir o pró-labore que o empreendedor deseja receber; conhecer as saídas financeiras regulares inerentes ao negócio; definir a lucratividade; saber o custo unitário da mercadoria a ser vendida; e conhecer as saídas financeiras relativas a vendas, como impostos, comissões e taxas de cartão.
  4. Rotina diária de controle financeiro – Conciliar as contas do negócio é vital para a sua sustentabilidade. Para isso, é importante usar um software de gestão financeira para registro e acompanhamento diário de todas as entradas e saídas de dinheiro: o saldo da ferramenta deve ser igual ao do extrato do caixa e qualquer diferença deve ser analisada.
  5. Fazer controle dos recebimentos de cartão de crédito – Segundo Raquel, é nesta modalidade de pagamento que “o dinheiro some e muitas empresas não veem”, uma vez que o empresário não se atenta para os valores das taxas que são efetivamente cobradas. Para quem vende online, o número de vendas por cartão é alto e os problemas nos valores de cobrança de taxas ao lojista são muito comuns, podendo este impacto ser considerável.
  6. Fazer análise do fluxo de caixa – Esta é a melhor forma para saber quando e se vai faltar dinheiro para pagar as contas. A especialista também recomenda o uso de ferramenta de software para essa finalidade. A análise permite visualizar a movimentação financeira do negócio: assim, decisões podem ser tomadas com antecedência para evitar problemas e apertos.
  7. Realizar o acompanhamento do resultado financeiro – Esta ação é fundamental para a tomada de decisões a respeito do negócio.

Raquel concluiu sua fala com duas ponderações: a primeira é que o empreendedor não deve culpar-se por ter descoberto algo que estava fazendo errado em seu negócio, já que antes ele não sabia a melhor forma de executar esta tarefa. O importante é fazer diferente daí em diante. E a segunda é não investir todo o seu dinheiro próprio no negócio, optando por procurar crédito em bancos apenas quando estiver totalmente descapitalizado. Para as instituições financeiras, isso indica que o empreendedor não é um bom gestor financeiro. Para a especialista, em caso de necessidade, a busca por esse incremento deve ocorrer antecipadamente, tendo sempre uma separação muito clara entre o capital da empresa e do dono.

Sobre as lives – As lives do programa AproxiME dos Correios trazem conteúdos relevantes sobre o comércio eletrônico com o objetivo de apoiar lojistas no fortalecimento e desenvolvimento de seus negócios frente à tendência de aceleração do consumo digital. Os encontros virtuais ocorrem às quintas-feiras, a partir das 11h, e estão disponíveis no canal oficial dos Correios no YouTube.

Encomendas internacionais dos Correios crescem na pandemia

Com o aumento das compras online durante a pandemia, os Correios têm registrado recordes crescentes de volume de objetos tratados pela empresa. Neste primeiro semestre de 2021, a média mensal de encomendas recebidas nos centros internacionais da estatal, situados em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, apresentou um crescimento superior a 48% em relação ao mesmo período de 2020.

A estatal é a maior operadora logística de remessas internacionais do Brasil: 96% de toda a importação de carga fracionada do País é recebida pelos Correios, segundo Balanço Aduaneiro 2020 publicado pela Receita Federal. A região Sudeste importa mais de 50% do total de encomendas, seguida da região Nordeste, que importa em torno de 20%.

Para atender ao aumento da demanda e garantir a qualidade das entregas, os Correios tiveram que se adaptar rapidamente. “A empresa investiu recentemente cerca de R$ 1 bilhão em projetos de infraestrutura, modernização e ampliação da capacidade produtiva da empresa”, destaca o diretor de Operações dos Correios, Carlos Henrique de Luca Ribeiro.

Por meio dos investimentos, a empresa tem aprimorado toda a cadeia logística internacional, desde o recebimento da carga nos aeroportos até a distribuição do objeto. Um exemplo é a automação do Centro Internacional de Curitiba, com implantação de esteiras transportadoras e modernização da captação dos objetos.

Se comparado a 2020, o ganho em produtividade possibilitou redução de cerca de 80% do tempo de recebimento, desembaraço e expedição da encomenda para entrega, cujo prazo também foi reduzido em relação a 2019 e 2020, alcançando a média nacional de 14 dias úteis e a média de seis dias úteis para vários estados, dentre eles, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e São Paulo.

Minhas importações

Para trazer mais celeridade ao processo de desembaraço aduaneiro, os Correios também têm aperfeiçoado a ferramenta “Minhas Importações”, disponível na Internet e no app Correios, pelo qual o cliente consegue interagir com o processo de importação de sua encomenda internacional, consultando o status, efetuando o pagamento de impostos e serviços relativos à sua importação, além de complementar documentação e informações solicitadas pelas autoridades anuentes e fiscais.

Para saber mais sobre encomendas internacionais, acesse o e-book “Compras online no exterior”, disponível na página dos Correios.

DIA MUNDIAL DOS CORREIOS
“Inovação é o propulsor da retomada do setor postal”, afirma diretor-geral da UPU

Neste sábado (9) é celebrado o Dia Mundial dos Correios, marco da criação, em 1874, da União Postal Universal (UPU) – órgão da ONU que congrega operadores de 192 países. Entre outros temas, a UPU defende a estratégia de diversificação dos serviços postais, adotada pelos Correios no Brasil desde 2011. Pela segunda vez consecutiva, o evento em comemoração à data ocorrerá virtualmente, por conta da pandemia de covid-19.

Em sua tradicional carta em alusão à data, a UPU avaliou as recentes conquistas e desafios do setor. Com o tema “Inovar para recomeçar”, a mensagem do diretor-geral da UPU, Bishar Hussein, enaltece a adaptabilidade e capacidade de inovação dos correios de todo mundo, diante das adversidades causadas pela pandemia.

“Quando a covid-19 atingiu todos os países do mundo e, principalmente, a estrutura logística implantada, o correio, ainda assim, encontrou a forma de manter a prestação de serviços em benefício das comunidades. (….) Novos serviços postais de caráter social e econômico e metodologias criativas de distribuição do correio surgiram, e o comércio eletrônico prosperou em diversas regiões do mundo”, ressaltou em trechos da carta (leia a íntegra da mensagem aqui).

O papel social e o apoio logístico dos operadores postais na distribuição de vacinas também foram ressaltados. “Essas atividades são a prova inegável de que os correios são inseparáveis da sociedade e dos clientes que eles atendem”. Logo no início da pandemia, os Correios do Brasil atuaram na operação da Rede Vírus, comitê do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) que reúne diversas instituições renomadas, como Fiocruz, Butantan e USP, com o objetivo de desenvolver diagnóstico, tratamento, vacinas e produzir conhecimento sobre o vírus (leia mais).

Hussein finaliza a carta com uma mensagem de esperança para o futuro do setor postal. “Com muita frequência deixamos o pessimismo obscurecer nossa visão. Contudo, provou-se inúmeras vezes que os correios podem se mostrar à altura da situação e continuar a oferecer serviços com uma capacidade de adaptação surpreendente. Juntos, devemos tirar lições da pandemia de covid- 19 e compreender que a inovação é fundamental; é o propulsor da retomada e o que torna o setor crucial para bilhões de pessoas”.

Dia Mundial dos Correios

Em comemoração ao Dia Mundial dos Correios, a estatal realizou, nesta terça-feira (5) cerimônia de premiação da fase nacional do 50º Concurso Internacional de Redação de Cartas, no edifício sede da empresa, em Brasília. O tema do certame de 2021 foi: “Escreva uma carta a um familiar, contando sobre sua experiência da covid-19”. Mais de 60 países participam da competição todos os anos.

Presidente dos Correios, Floriano Peixoto, entrega troféu à vencedora nacional do Concurso Internacional de Cartas. Foto: Divulgação/ Correios.

A vencedora nacional deste ano foi a estudante Luísa Tejo Salgado Catão, de 15 anos, que cursa o 1º ano do ensino médio no Colégio Nossa Senhora de Lourdes, em Campina Grande (PB). Durante o evento nos Correios, Luísa recebeu uma menção honrosa da UPU na fase internacional do concurso, onde disputou com alunos de mais de 60 países. Além da premiação, a vencedora nacional ganhou certificado e troféu.

A jovem comentou a emoção e o reconhecimento que sua carta trouxe por meio do concurso: “A carta serviu para sintetizar tudo o que eu estava sentindo e, depois que as pessoas leram a carta, eu vi que muitas delas estavam sentindo a mesma coisa. Essa forma de identificação também me deixou bastante feliz, deu a ideia de que estamos todos unidos”, afirmou.

Em discurso, o presidente dos Correios, Floriano Peixoto Vieira Neto, ressaltou a relevância do prêmio: “Mais de um milhão de cartas de alunos do mundo todo foram inscritas neste ano, e Luísa agora passa a ter, merecidamente, seu nome eternizado na lista dos estudantes brasileiros que ganharam medalhas ou menções honrosas na etapa internacional. Por isso, é uma satisfação poder estarmos juntos hoje para celebrar a sua conquista, que é motivo de orgulho para todos nós”.

Logística reversa domiciliar: devolva ou troque sua compra online sem sair de casa

Adepta das compras on-line, a relações públicas Cristina Molenda aprovou a comodidade da Logística Reversa Domiciliar dos Correios. Foto: Divulgação/Correios.

Você sempre seguiu uma certa lógica para fazer suas compras: ia até uma loja, adquiria um produto e, se não ficasse satisfeito, voltava para trocar. Ou comprava o item pela internet e, caso se arrependesse, devolvia o produto nas agências dos Correios. Mas, e quando um vírus transforma a nossa rotina, fecha as portas do comércio e impõe um severo isolamento social?

Com a Logística Reversa Domiciliar dos Correios, você pode devolver qualquer produto comprado pela internet sem sair de casa: o carteiro busca o objeto na sua residência. “Esse serviço já existia antes da pandemia, mas com a impossibilidade de as pessoas saírem de casa, ganhou ainda mais destaque. A solução pode ser utilizada o ano todo, sobretudo após grandes datas comemorativas”, acrescenta o diretor de Negócios dos Correios, Alex do Nascimento.

O servidor público Max de Oliveira, de Fortaleza (CE), utilizou recentemente a Logística Reversa Domiciliar dos Correios. Ele comprou uma roupa de exercício físico pela internet, acabou desistindo da compra, mas não precisou suar a camisa para trocar o produto. “Já conhecia o código de envio, que a loja geralmente emite nesses casos, mas me surpreendi com a coleta do objeto na minha casa”, conta o gerente de comunicação.

“Contar com esse serviço foi ótimo pela comodidade, mas principalmente por não precisar ir à agência dos Correios, já que estou restringindo ao máximo as saídas por conta da pandemia. E como o serviço foi oferecido pela própria loja, não paguei nada a mais por isso”, completa Max.

O jornalista foi um dos milhares de brasileiros que precisaram mudar os hábitos – inclusive os de consumo – para se proteger da covid-19. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o cenário acelerou o boom do comércio eletrônico, que atingiu 68% de crescimento em 2020, atraindo mais de 13 milhões de novos consumidores, de acordo com pesquisa realizada pela Ebit/Nielsen.

Do outro lado do País, no Sul do Brasil, a relações públicas Cristina Molenda ajudou a incrementar essas estatísticas do e-commerce. Moradora de Porto Alegre (RS), a gaúcha, adepta das compras online há anos, também precisou recorrer ao serviço de Logística Reversa Domiciliar dos Correios.

“Já troquei pedidos várias vezes, mas foi a primeira vez que usei a coleta em casa. Comprei um escorredor de louças pela internet e, quando chegou aqui, precisei devolver. A loja me perguntou qual tipo de logística reversa eu preferia e escolhi a domiciliar. Foi muito tranquilo: a empresa me enviou um código e eu deixei o produto embalado com o porteiro, que entregou ao carteiro. É uma conveniência que faz diferença, principalmente quando você está evitando sair”, elogia Cristina.

O cliente em primeiro lugar

Cada vez mais, as empresas se convencem sobre a importância de oferecer uma boa política de troca de produtos aos clientes. Não só por ser uma determinação do Código de Defesa do Consumidor, mas também pela satisfação e fidelização da sua clientela.

As lojas Renner, Westwing e Nestlé são algumas das grandes empresas que contratam a solução dos Correios. Mas os pequenos e médios empreendedores também podem e devem oferecer essa facilidade aos seus clientes. Se para o consumidor a Logística Reversa Domiciliar é uma necessidade, para o empreendedor pode significar a existência da própria loja.

“Como as pessoas passaram a fazer tudo de casa, inclusive as compras, nada mais natural que possam fazer, também, as trocas e devoluções dos produtos. E também, para isso, os comerciantes podem contar com os Correios”, ressalta o diretor Alex do Nascimento, citando o programa Aproxime dos Correios como um importante aliado dos empreendedores nesse momento (saiba mais).

Para a coordenadora na Câmara Brasileira da Economia Digital, Renata Carvalho, o cuidado com a logística também deve ser uma das “principais preocupações de quem quer sobreviver ao competitivo mercado do e-commerce”.

A solução

Criada há aproximadamente 20 anos, a Logística Reversa dos Correios surgiu para atender às necessidades dos consumidores de devolução ou troca de mercadorias e documentos comprados em fabricantes, comerciantes ou assistências técnicos, por desistência, reparou ou descarte, e está disponível em quatro modalidades.Veja abaixo:

Fácil, prático e confiável, o serviço está disponível aos empreendedores com contrato de encomendas com os Correios (para os serviços SEDEX Hoje, SEDEX 10, SEDEX 12, SEDEX e PAC). A solução pode ser utilizada pelos consumidores de forma bastante simples. Confira na imagem abaixo:

Saiba mais em https://www.correios.com.br/enviar/encomendas/logistica-reversa.

.

Experiência do Cliente: por que a jornada de compra é essencial para seu negócio

Na live desta quinta-feira (23) do programa AproxiME, iniciativa dos Correios para apoiar pequenos e médios empreendedores, o tema foi “Experiência do Cliente: uma ótima jornada de compra é essencial para seu negócio”, que mostrou como empresas podem superar as expectativas dos clientes para manter suas marcas vivas. A apresentação foi da head de marketing e customer experience (CX) da NeoAssist, Virgínia Delfino, especialista em experiência do cliente, desenho e implantação de jornadas de CX em organizações.

Segundo Delfino, vivemos na “era da experiência”, pois a tecnologia possibilitou que produtos e serviços sejam até certo ponto similares. Por isso, as marcas têm que se diferenciar pela experiência que oferecem aos clientes. “E a soma das experiências das pessoas que define a força da marca”, pontuou.

Sobre Customer Experience (CX), a especialista definiu o termo como o conjunto de ações para melhorar as interações entre consumidores e marcas em todo o processo de relacionamento: antes, durante e depois da venda. “O cliente deve estar no centro da estratégia de crescimento e lucratividade da empresa”, ressaltou Delfino.

Ela definiu quatro requisitos essenciais para uma boa estratégia de CX voltada a fidelizar o cliente: processos, tecnologia, conteúdo e motivação da equipe. Segundo Delfino, os processos da operação devem estar bem definidos, para que cada passo sirva para melhorar a experiência do cliente. Já a tecnologia deve ser usada para gerenciar canais de atendimento e todo conteúdo produzido precisa estar sintonizado com a “identidade da experiência” da empresa.

Além desses requisitos, Virgínia elencou cinco pontos aos quais as empresas devem estar atentas para melhorar a experiência do seu cliente. Confira abaixo:

  1. Identidade da experiência
    Estabeleça os diferenciais da sua marca. O que a sua empresa quer que o cliente sinta ao se relacionar com ela? É ser a melhor? A mais inovadora? A mais rápida?”
  2. Jornada do cliente
    Mapeie os pontos de interação entre o cliente e a empresa para estabelecer uma jornada de compra com pontos bem definidos.
  3. Tecnologia como aliada
    Utilize a tecnologia para otimizar o atendimento e a logística da sua empresa, pois o cliente deve poder transitar entre os vários canais de atendimento, ou seja, sua experiência deve ser “omnichannel” (todos os canais).
  4. Experiência da equipe de atendimento
    A experiência do cliente está ligada à dos colaboradores; se estes estiverem engajados, bem remunerados e treinados e conhecerem a cultura e valores da empresa, isso se reflete no atendimento aos clientes.
  5. Métricas para o sucesso
    Considere duas importantes ferramentas para medir o sucesso na relação com o cliente: a CSAT (Customer Satisfaction Score), que utiliza questionários para avaliar a opinião do cliente logo após usar algum serviço; e a NPS (Net Promoter Score), que identifica “promotores da marca” ao medir o quanto (de zero a 10) o cliente está feliz com a empresa.

A especialista concluiu dizendo que o presente e o futuro são “omnichannel” e, por isso, as empresas devem estar preparadas para atender o cliente em todos os canais que puderem. “É importante estar presente nas redes sociais, no WhatsApp e usar recursos de inteligência artificial, como chatbots no site, para agilizar o atendimento e reduzir o abandono de carrinhos. Os canais de autoatendimento devem responder efetivamente às dúvidas e a equipe que se relaciona diretamente com os clientes deve ser bem capacitada”, destacou.

Sobre as lives – As lives do programa AproxiME dos Correios oferecem conteúdos relevantes sobre comércio eletrônico para apoiar lojistas no fortalecimento de seus negócios. Os encontros virtuais ocorrem às quintas-feiras, a partir das 11h, e estão disponíveis no canal oficial dos Correios no YouTube.

Gestão logística: 3 motivos para a sua empresa contratar o Correios Log Supri

Essencial para o funcionamento de qualquer instituição, a logística de suprimentos envolve os fluxos da cadeia de insumos necessários às atividades-fim de uma organização. Desde 2019, os Correios oferecem um serviço completo de gestão logística de suprimentos para órgãos públicos e empresas privadas: o Correios Log Supri. A solução utiliza a expertise e estrutura logística da estatal para coletar, conferir, armazenar e distribuir suprimentos, até o seu destino final.

Entre as instituições que já contrataram o Correios Log Supri estão a Fundação Butantan e Nespresso. Recentemente, o Senar Minas (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Minas Gerais), responsável pela capacitação profissional de trabalhadores rurais, firmou o primeiro contrato de Log Supri no Estado. Os Correios cuidarão da transferência e armazenagem dos estoques de materiais publicitário, de escritório e ensino da instituição no Centro de Logística Integrada dos Correios em Belo Horizonte (MG).

Quando a gestão logística de suprimentos é conduzida de maneira eficiente, é possível evitar desperdícios, aumentar a produtividade e potencializar resultados de uma organização. Confira abaixo 3 benefícios que a sua empresa ou órgão público pode ter ao contratar o Correios Log Supri:

Redução de custos

Uma das principais vantagens em contar com o Correios Log Supri é a redução de custos, a começar pela economia em não precisar de pessoas para cuidar da gestão de suprimentos. “Só a redução de custos como aluguel e IPTU de espaço para armazenamento, vigilância e limpeza, pode significar uma redução de até 40% nos gastos”, ressalta o diretor de Negócios da estatal, Alex do Nascimento.

Ganho de eficiência

Por mais que uma organização se esforce para realizar a sua própria logística de suprimentos, esse é um processo que requer conhecimentos específicos. Por isso, é fundamental contar com a expertise e estrutura logística de uma empresa como os Correios. A armazenagem dos suprimentos, em posições porta-paletes, é totalmente monitorada por um moderno sistema de gestão onde o cliente pode acompanhar todos os fluxos.

Mais tempo para focar no seu negócio

Quando os colaboradores de uma empresa precisam cuidar de todas as etapas logísticas do negócio, acabam dedicando muito tempo a essa atividade. Ao contar com o apoio logístico dos Correios, os profissionais ficam livres para trabalhar em pontos centrais do negócio.  Assim, o foco e o direcionamento dos recursos e esforços estarão nas atividades mais estratégicas, gerando valor para a organização.

Atualmente, o Correios Log Supri está disponível para comercialização nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e no Distrito Federal. Saiba mais no site dos Correios.

Aproximar clientes – uma entrega essencial para os Correios

Maiores operadores logísticos do Brasil, os Correios oferecem, cada vez mais, soluções para aproximar empresas de todo o País dos seus clientes, onde eles estiverem.

Por isso, neste Dia do Cliente (15 de setembro), a estatal também celebra a parceria com todos os seus clientes, dentre eles, os micro e pequenos empreendedores que confiaram na logística dos Correios para se firmarem no comércio eletrônico.

É o caso de Enival Saulo, proprietário da empresa Anagrom, especializada em roupas para mulheres evangélicas. Quando abriu o negócio, no ano de 2017, em Caruaru (PE), ele já sonhava que seus produtos pudessem alcançar clientes tanto nas grandes capitais, quanto nos lugares mais remotos do Brasil.

Com o apoio dos Correios, a empresa Anagrom expandiu suas vendas no e-commerce. Foto: Divulgação/ Correios.

Desde o início, a logística dos Correios foi crucial para alavancar suas vendas no e-commerce. “É maravilhoso ter a oportunidade de levar o nosso produto para qualquer lugar no Brasil, inclusive onde só é possível chegar de barco, ou até cidades que eu nunca nem tinha ouvido falar. Isto seria impossível sem a parceria com os Correios”, afirma.

Enival já tinha experiência em outras empresas de confecção de roupas, quando enxergou neste nicho de mercado uma oportunidade. Em 2017, ele fundou a Anagrom para ser uma empresa totalmente voltada para o comércio eletrônico. O contrato com os Correios veio depois de algumas postagens de seus produtos diretamente na agência. “Os próprios atendentes começaram a perceber um fluxo maior que o normal. Foi quando o gerente da agência me encaminhou para o assistente comercial a fim de viabilizar um contrato”, lembra.

Com a evolução da empresa, Enival percebeu a necessidade de abrir um centro de distribuição também na cidade de São Paulo, para atender as regiões Sudeste e Sul do País. Com a pandemia de Covid-19, que impulsionou a migração das empresas para os meios digitais, foi necessário, então, se diferenciar dos concorrentes, principalmente em grandes centros urbanos.

Enival Saulo, proprietário da Anagrom, especializada em roupas para mulheres evangélicas. Foto: Divulgação/ Correios.

Neste contexto, surgiu a possibilidade de Enival ampliar seu contrato com dois novos serviços dos Correios: o Sedex Hoje, para entregas no mesmo dia nas vendas realizadas na capital paulista; e, também, a possibilidade de ingressar no mercado internacional, com o Exporta Fácil. “Durante a pandemia, nosso site recebeu a visita de pessoas de 122 países. Vimos, então, a oportunidade de levar aquilo que produzimos também para fora do Brasil e os Correios, que nos ajudaram a alcançar o País inteiro, podem também nos ajudar a ir além”, anima-se.

Apoio para recomeçar

Os serviços dos Correios também atraem pessoas em busca de novas oportunidades e dispostas a darem os primeiros passos no empreendedorismo. Foi assim com a pernambucana Fernanda Omena, que precisou se reinserir no mercado de trabalho, após um tempo dedicado à maternidade. Ela utilizou sua experiência e rede de contato com outras mães para fundar, em 2016, a sua empresa Amor e Mimos, especializada em artigos para bebês no mercado digital. “Eu tinha conhecimentos em varejo, além de experiência em empresas de departamento e perfumaria, então eu resolvi empreender”, afirma.

Com o crescimento dos negócios, ela conseguiu montar uma loja física situada em Olinda (PE), mas as vendas online ainda são responsáveis pela maior parte da receita. Cerca de 98% do seu faturamento é proveniente das vendas por aplicativo e também pelo site da empresa.

Para viabilizar seu negócio, Fernanda contou com os Correios como parceiro logístico. Antes de iniciar as vendas, ela buscou conhecer o contrato do Correios para micro e pequenos empreendedores. “Eu tinha interesse nas condições especiais nos serviços de postagem, como o PAC e o Sedex, já que o valor do frete é determinante para atrair clientes no e-commerce. Apostei, firmei contrato mesmo sem saber se meu negócio conseguiria se manter e deu certo. Com certeza, os Correios foram fundamentais para o crescimento da minha empresa”, completa.

Consultoria de e-commerce

Entre as diversas soluções do programa Aproxime, lançado pelos Correios para ajudar empresas a alavancarem seus negócios em meio à pandemia, está a consultoria de e-commerce: serviço gratuito e personalizado disponível para lojas virtuais com contrato com a estatal.

O assistente comercial Manoel Vicente é quem presta a consultoria para empresas Anagrom e Amor e Mimos, por meio da qual é feita uma análise do perfil do cliente e a oferta dos serviços dos Correios de forma mais adequada para cada negócio.

Enival, proprietário da Anagrom, é só elogios para a consultoria: “São feitos balanços de mercado e análise do nosso site para possíveis melhorias. É, de fato, uma parceria a que temos com os Correios! O relacionamento vai além da própria logística”, comenta.

Aproxime-se também e transforme o seu negócio! Saiba mais em www2.correios.com.br/hotsites/aproxime/.

LIVE APROXIME
Quer expandir as fronteiras do seu negócio? Conheça o Exporta Fácil dos Correios

A live da última quinta-feira (9) do programa AproxiME, iniciativa dos Correios que apoia pequenos e médios empreendedores, abordou o tema “Como exportar? Conheça o Exporta Fácil dos Correios”, apresentado pelo gerente do Departamento de Negócios Internacionais da estatal, Humberto José Augusto Brito. Pós-graduado em logística internacional, Humberto também é consultor do programa de exportações por envios postais na União Postal das Américas, Espanha e Portugal (UPAEP).

Segundo o especialista, das cerca de 20 milhões de empresas existentes no país, 99% são micro ou pequenas empresas (MPEs). No entanto, do total de empresas que exportam, apenas 40% são MPEs, o que demostra o grande potencial de crescimento desse segmento no mercado exterior. Desde a criação do Exporta Fácil (EF), há 20 anos, os Correios já ajudaram mais de 15 mil empresas a enviar seus produtos para outros países (saiba mais).

A estatal oferece uma logística de exportação completa de porta a porta. “Os Correios coletam sua encomenda e levam até a porta do importador”, explicou Humberto. São exportados desde alimentos (não perecíveis), como chocolates goumert, até vestuários, eletrônicos e instrumentos cirúrgicos, para mais de 200 países (incluindo os chamados territórios postais, como Hong Kong, Macau e algumas ilhas do Reino Unido).

Durante a live, Brito revelou uma novidade que em breve estará disponível para os clientes: a integração entre o Exporta Fácil e o Correios Log+, uma solução logística na qual o empresário armazena sua mercadoria em um armazém dos Correios e, quando faz uma venda, emite um comando ao armazém, que gera a nota fiscal, embala o produto e realiza a postagem.

Modalidades de envio

Entre as vantagens do Exporta Fácil para os empresários, Humberto citou as diferentes modalidades do serviço: Econômica, Standard, Expresso e Premium, este último para produtos de maior valor agregado. Segundo ele, a Econômica é o modalidade que traz melhor custo-benefício, por oferecer, a um preço atrativo, diferenciais como pós-venda ativo e prioridade de entrega.

As regras de importação de cada país estão no site dos Correios, com listas de proibições, restrições e informações sobre documentação complementar quando necessário.

Menos burocracia

Outra vantagem do Exporta Fácil é a comodidade. “O formulário de encaminhamento da exportação é sempre o mesmo e pode ser preenchido pela internet ou na agência dos Correios”, explicou Humberto. Além disso, segundo ele, o Exporta Fácil tem um baixo custo administrativo para o exportador. Como funciona no regime de exportação simplificada, a burocracia e os custos associados são bem menores.

“O exportador não tem que pagar nada além do que a postagem para os Correios. Assim, ele pode manter o foco no seu negócio”, destacou.

Segurança e efetividade

Toda a logística do Exporta Fácil é aérea, então as encomendas não sofrem com intempéries, o fluxo postal é mais seguro e o rastreamento é garantido. Assim, a média de sucesso de entrega do serviço é de 99,9%. Quando há problemas, geralmente dizem respeito à documentação, não ao transporte.

São aceitos pacotes de até 30 Kg, mas podem ser postados vários em cada exportação, o que é ideal para pequenas empresas, que exportam pequenos volumes para vários destinos. E ainda há seguro incluído por modalidade, com opção de complementação; o valor depende de fatores como destino e conteúdo.

Trâmite fluído

Uma vez realizada a postagem, o desembaraço aduaneiro junto à Receita Federal é feito pelos Correios. No país destino, as encomendas são entregues por operadores postais locais. O trâmite é mais fluido, pois “é de correio para correio”, explicou o gerente.

Humberto finalizou dizendo que o Exporta Fácil agora conta com todos os benefícios da nova política comercial dos Correios, como preços diferenciados e coleta programada, entre outras vantagens, conforme o pacote de serviços de cada cliente.

Sobre as lives – As lives do programa AproxiME dos Correios trazem conteúdos relevantes sobre o comércio eletrônico, com o objetivo de apoiar lojistas no fortalecimento e desenvolvimento de seus negócios, frente à tendência de aceleração do consumo digital. Os encontros virtuais ocorrem às quintas-feiras, a partir das 11h, e estão disponíveis no canal oficial dos Correios no YouTube.