Distribuição alternada garante qualidade das entregas de correspondências

Kátia Salina

Um dos maiores desafios dos Correios hoje é garantir a universalização postal, entregando cada vez mais longe e para mais pessoas. De acordo com portaria do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), os Correios devem assegurar a “existência e a disponibilidade de oferta dos serviços postais básicos em todo o território nacional, de forma permanente, com qualidade e a preços acessíveis”.

Com o diminuição das entregas de objetos postais simples (cartas e impressos sem registro, por exemplo) e aumento das encomendas, a empresa precisou rever seus processos e implantou a Distribuição Domiciliária Alternada (DDA) para correspondências. 

A nova modalidade traz vantagens para os Correios sem prejudicar o serviço que é oferecido à população. Respeitando-se os prazos de entrega, a distribuição de objetos simples é feita em dias alternados, ou seja, as entregas ocorrem em cada localidade dia sim, dia não. Com isso, a produtividade do carteiro aumenta, sem comprometer sua jornada de trabalho e os limites máximos de volume de carga definidos por acordo coletivo de trabalho.

Leia mais “Distribuição alternada garante qualidade das entregas de correspondências”