Importa Fácil Ciência dos Correios incentiva pesquisa no Brasil

Priscila Cardoso


O médico ginecologista Renato Teixeira Souza dedica sua vida acadêmica a pesquisas na área de saúde materna e perinatal. Para avançar em suas descobertas, encontrou nos Correios um grande aliado.

O serviço Importa Fácil Ciência, criado pela estatal há 15 anos, ajuda pesquisadores e entidades de pesquisa a importar máquinas, equipamentos, insumos e instrumentos para trabalhos científicos e tecnológicos.  O projeto é realizado em parceria com o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), entidade à qual os pesquisadores interessados precisam ser credenciados.

A compra via Importa Fácil Ciência oferece uma série de vantagens . Além da facilidade de comprar produtos no exterior sem sair do país, os custos de importação e desembaraço aduaneiro são reduzidos, com isenção de tributos federais e dispensa do exame de similaridade (que garante benefício fiscal apenas aos produtos que não dispõem de similar nacional).

Leia mais “Importa Fácil Ciência dos Correios incentiva pesquisa no Brasil”

Patrimônio arquitetônico dos Correios preserva história do Brasil

Centro Cultural Correios São Paulo, no Vale do Anhagabaú.

Kárita Sena

Tradição e modernidade formam a marca dos Correios. Com três séculos e meio de existência, além do registro histórico em peças filatélicas, a empresa expressa a trajetória do país no seu patrimônio arquitetônico. Prédios históricos como do Anhangabaú, que abriga a Agência Central e o Centro Cultural dos Correios em São Paulo, construído em 1922, convivem e contrastam com modernos complexos logísticos como o de Cajamar (SP).

Antes mesmo de ser transformada em empresa, no início do século passado os Correios investiam em modernas construções para sediar a empresa. Nas décadas de 1920 e de 1930, seguindo uma tendência mundial, foram inaugurados imponentes prédios da empresa em cidades como Recife (PE), Manaus (AM), Petrópolis (RJ), João Pessoa (PB), São Paulo (SP) e Santos (SP).

Nessa época, investimentos no setor postal e telegráfico formavam uma conjugação de esforços para alinhamento do país aos movimentos de modernização nas comunicações e de incentivo à integração nacional. O prédio do Vale do Anhangabaú, com sua imponente fachada na capital paulista, ficou marcado por sua ampla e moderna estrutura, além de características como a generosa entrada de iluminação natural.

O local tornou-se um ponto tão marcante na paisagem urbana da capital paulista que a Praça Pedro Lessa ficou conhecida como “Praça do Correio”. O espaço hoje abriga o Centro Cultural Correios de São Paulo.

Leia mais “Patrimônio arquitetônico dos Correios preserva história do Brasil”

Troca de cartas auxilia na leitura e escrita de alunos em MT e PR

Mais de mil quilômetros separam 40 alunos do primeiro ano do ensino fundamental das cidades de Tesouro, em Mato Grosso, e Itambé, no Paraná. Distância vencida por meio da troca de correspondências entre as duas escolas públicas.

A tradicional carta tem sido a aliada das professoras das duas turmas – uma com 15 e outra com 25 estudantes – para trabalhar a leitura e a escrita. “Pensei em uma metodologia para desenvolver essas habilidades com maior facilidade e a ideia das cartas foi aprovada pelos alunos”, contou a professora Evânia Carmo Leão Heintze, da Escola Estadual Arnaldo Estevão de Figueiredo, de Tesouro (a 379 km de Cuiabá). Para colocar em prática o “Projeto Minha Cidade Meu Mundo”, ela contou com a participação da professora Margareth de Branco Costa, da Escola Municipal Domingos Laudenir Vitorino, de Itambé (a 441 km de Curitiba).

Segundo Margareth, como as crianças estão em fase de alfabetização, ela auxilia na redação das cartinhas, escrevendo no quadro o que os alunos demonstram interesse em perguntar a seus colegas de Mato Grosso. Eles também desenham o que mais gostam na sua cidade como forma de apresentação aos novos amigos.

Leia mais “Troca de cartas auxilia na leitura e escrita de alunos em MT e PR”

DE BRASIL A GENTE ENTENDE
Caixa postal comunitária leva cidadania a comunidades isoladas

Priscila Cardoso
priscilac@correios.com.br


São Luís (MA) – Quando uma comunidade surge, a falta de ordenamento urbano gera uma série de problemas aos moradores desses locais: como, por exemplo, a falta de um endereço oficial.

Além de inviabilizar o recebimento de correspondências, a falta de um endereço com CEP impossibilita a realização de cadastros, matrículas em escolas e acesso a serviços públicos que exijam comprovante de residência. Ou seja, inviabiliza o pleno exercício da cidadania dessa população.

Para solucionar esse problema, os Correios oferecem o serviço de Caixas Postais Comunitárias. Além de oferecer mais qualidade na entrega de correspondências, as caixas postais comunitárias garantem ao cidadão um endereço postal seguro e confiável.

Leia maisDE BRASIL A GENTE ENTENDE
Caixa postal comunitária leva cidadania a comunidades isoladas”

DE BRASIL A GENTE ENTENDE
Onde só os Correios chegam: extremo oeste do Acre

Rio Branco (AC) – Presentes em todos os 5.570 municípios do Brasil, os Correios são os únicos representantes da União em 60% deles. A missão da empresa não é só entregar correspondências e encomendas, mas integrar esses lugares ao resto do país. Também é garantir que todos os brasileiros, independentemente da localização, tenham cidadania e acesso a serviços públicos.

Por suas peculiaridades geográficas, as regiões Norte e Nordeste fogem do padrão logístico que praticamos nas demais regiões do país. Para acessar o ecossistema amazônico é necessário quase uma operação de guerra.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image-7.png

Localizado no extremo oeste do Brasil, o estado do Acre tem a terceira menor população do país. Dos 22 municípios, quatro deles só têm acesso por via fluvial, durante o período de cheia dos rios, ou aérea – através do fretamento de aviões de pequeno porte. Além do serviço postal, os Correios também são o único instrumento público que leva serviços bancários à região.

Leia maisDE BRASIL A GENTE ENTENDE
Onde só os Correios chegam: extremo oeste do Acre”

ARTIGO
O valor da integridade

“Para os Correios, uma instituição íntegra vai além das normas e códigos de conduta. Significa que os empregados precisam viver os valores da empresa e, naturalmente, agir em conformidade. Ou seja, fazer o certo mesmo quando ninguém está olhando. Acreditamos que a conduta íntegra gera confiança e fortalece as relações, principalmente quando o exemplo vem de cima.

Seguindo o avanço da legislação brasileira, principalmente a nova Lei das Estatais (13.303/2016), a alta administração dos Correios tem se comprometido com as boas práticas de governança corporativa e transparência em todas as relações da empresa, sejam com clientes, fornecedores ou entes da administração pública. Há um ano, lançamos o Programa de Integridade dos Correios, que reúne mecanismos para prevenir e corrigir desvios de conduta, fraudes e atos ilícitos. Também criamos, recentemente, uma diretoria de governança e compliance, que atua de forma independente na gestão da integridade organizacional.

“O fortalecimento institucional começa por um ambiente de negócios íntegro”

Leia maisARTIGO
O valor da integridade”

FILATELIA
O artista por trás do selo

Adriana Shibata é uma das criadoras da emissão especial Obras de William Shakespeare, eleita a segunda mais bonita do mundo em 2017. Foto: Arquivo pessoal

Kátia Salina

Imortalizada. É assim que uma ilustração se torna ao virar selo. Viajando pelo mundo afora, a obra conecta pessoas, pensamentos, mensagens e sonhos. Mas como será que se sente o artista que cria essas imagens?

“Para mim é motivo de orgulho, felicidade, crescimento. Apesar das novas tecnologias e da comunicação digital, o selo ainda representa e promove o Brasil”, revela a designer Adriana Shibata.

A artista é, junto com a colega Bárbara Duarte, criadora da emissão especial Obras de William Shakespeare, lançada em 2017 e eleita a segunda mais bonita do mundo naquele ano pelo júri da Exposição Filatélica Internacional de Viena – WIPA Grand Prix, formado por artistas plásticos, jornalistas filatélicos e representantes da administração postal austríaca que, anualmente, elegem os mais belos selos de todos os correios do mundo.

Leia maisFILATELIA
O artista por trás do selo”

DIA DO SELO
Filatelia e troca de cartas encantam crianças e adolescentes

Kárita Ribeiro
Sandra Santos


Acostumadas a enviar áudios e imagens pelo celular, milhares de crianças do Brasil têm se encantado com um dos formatos mais tradicionais do envio de mensagens na história: a carta. Com 176 anos completados hoje, 1º de agosto, o selo postal brasileiro tem se tornado um dos queridinhos da meninada por meio de projetos educativos em todo o Brasil.

Uma delas é a Camila Pereira, de 8 anos. Aluna do Sesc Escola Horto, de Campo Grande (MS), ela nunca tinha visto um selo até participar do projeto “Correios nas escolas”. “Eu achei o selo maravilhoso. Agora eu comecei a minha coleção com selo da Copa do Mundo, um de pintura e um de livros que parecem antigos. Vou usá-lo para enviar uma carta e também para continuar minha coleção”.

Nos últimos dois anos, mais de 14 mil estudantes participaram da iniciativa ação dos Correios que recebe alunos em visitas guiadas a unidades e centros culturais. Em Natal (RN), o projeto é realizado há mais de dez anos, recebendo estudantes e levando um pouco da empresa até escolas da cidade.

Leia maisDIA DO SELO
Filatelia e troca de cartas encantam crianças e adolescentes”

Quem somos

Somos uma empresa com 356 anos de existência. Somos históricos porque somos feitos de muitas histórias: de vida real, de gente, do Brasil. Também somos o futuro porque nos preparamos para que o amanhã seja sempre melhor.

Para contar nossas histórias e aproximar os brasileiros dessa empresa que pertence a todos eles, lançamos o novo Blog dos Correios. O objetivo é dar mais transparência e tornar público o nosso posicionamento diante de temas relacionados à nossa atuação.

Também é combater a desinformação e as notícias falsas que envolvem os Correios, esclarecendo os fatos em seus devidos contextos.

Esse espaço também é seu. Seja muito bem-vindo!