Selos postais sobrevivem à era digital

Kátia Salina

O primeiro selo data do século 19. Mais de duzentos anos depois, a peça ainda é utilizada nos objetos postais, mas de lá pra cá, muita inovação foi aplicada a esse pequeno pedaço de papel.

A utilização em vários formatos é uma delas. Em 2002, os Correios lançaram o primeiro selo redondo brasileiro, dentro da emissão “Campeões do Mundo de Futebol do século 20”. Os países que já haviam ganhado a Copa do Mundo – Argentina, Alemanha, Itália, França, Uruguai e Inglaterra – participaram desse grande projeto filatélico, junto com os Correios do Brasil.

Em 2003, a peça alusiva à luta contra o HIV/AIDS foi lançada no formato de coração, e a do Natal, no formato triangular e autoadesiva.


Leia mais “Selos postais sobrevivem à era digital”

Emoção e solidariedade marcam os 30 anos do Papai Noel dos Correios

Entrega de presentes em Brasília. Foto: Raquel Dias/ Correios

Ao longo de dois meses, a campanha o Papai Noel dos Correios demonstrou o quanto essa grande corrente do bem, que une empresa, empregados e sociedade em geral, está cada vez mais forte. Neste ano, mais de 600 mil das cartas foram adotadas. Já são mais 1,8 milhões de cartinhas apadrinhadas em todo o país nas últimas três campanhas.

Nessa edição especial, quando a ação completa 30 anos, foi possível mais uma vez se emocionar tanto com histórias e personagens que marcaram a campanha como também renovar os sentimentos de solidariedade e esperança.

O Papai Noel dos Correios nasceu pela iniciativa de alguns empregados que, durante a rotina de trabalho, recebiam cartinhas escritas por crianças destinadas ao Papai Noel, mas sem endereço. Sensibilizados, alguns deles resolveram adotar as cartinhas e enviar os primeiros presentes. O relato da Dona Nilza, de 69 anos, é uma prova dessa iniciativa social histórica. A moradora do Rio de Janeiro ainda lembra do gesto de um carteiro, que, em 1956, entregou a ela duas bonecas, como havia pedido em uma cartinha que ela escreveu e entregou em uma agência do Correios.

Leia mais “Emoção e solidariedade marcam os 30 anos do Papai Noel dos Correios”

FILATELIA
Retrospectiva 2019: relembre os principais selos lançados em 2019

Estampando o canto das cartas, as emissões filatélicas não só comprovam o franqueamento de objetos postais: são fonte de conhecimento e cultura. Personalizados, especiais, comemorativos ou promocionais, os selos também cumprem um papel artístico e social. Em 2019, fatos históricos e questões ambientais ganharam destaque e personalidades foram eternizadas. Relembre as principais emissões lançadas durante o ano:

Personalidades

A primeira emissão filatélica de 2019, lançada em 4 de janeiro, foi o selo comemorativo em tributo ao centenário do nascimento do professor Fernando Figueira, médico e catedrático, que deixou como herança um dos maiores legados da medicina brasileira. O ano seguiu com emissões homenageando pessoas com relevância social e cultural.

 A série “Mulheres que Fizeram História” celebrou a vida de Elza Soares, Hortência, Hebe Camargo, Carolina Maria de Jesus, Maria da Penha e Aracy de Carvalho Guimarães Rosa. Machado de Assis e Joaquim Nabuco foram lembrados na emissão especial Imortais da Academia Brasileira de Letras. Os 130 anos do nascimento de Cora Coralina, a mais famosa poetisa goiana e uma das mais admiradas do país, receberam homenagem dos Correios por meio da emissão de selo personalizado.

Leia maisFILATELIA
Retrospectiva 2019: relembre os principais selos lançados em 2019″

CAMPANHA INCLUSIVA
Papai Noel dos Correios realiza sonhos de crianças com deficiência

Menina cega lê carta em braille escrita para o Papai Noel dos Correios.
Foto: Divulgação/Correios

Nesta época do ano a missão dos Correios de conectar pessoas, instituições e negócios ganha novos verbos: sonhar, emocionar, doar, incluir…A campanha Papai Noel dos Correios está no auge, com mais de 500 mil cartinhas adotadas em todo o país. A maioria dos pedidos faz parte do universo lúdico infantil: bola de futebol, boneca, carrinhos, itens escolares. Mas muitas cartinhas revelam não apenas desejos de consumo e sim necessidades básicas de bem estar físico e emocional.

Eduardo de 11 anos, deficiente auditivo desde o primeiro ano de vida, mora em Cuiabá no Mato Grosso, e escreveu ao bom velhinho pedindo um aparelho auditivo. Um boneco do homem aranha apareceu como segunda opção. A realização do sonho, com tudo o que tinha direito, veio de outro por outro estado, o Rio de Janeiro. No final de novembro Eduardo colocou o aparelho no Centro de Saúde Auditiva Eurico Ângelo de Oliveira Miranda, do Hospital Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense.

O garoto, Eduardo Franco, recebe aparelho auditivo no Hospital Municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo, na Baixada Fluminense. Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

No Rio Grande do Norte crianças do Instituto de Educação e Reabilitação de Cegos do RN (Ierc) escreveram cartinhas em braile que foram transcritas para o português e disponibilizadas para adoção.  O Instituto dos Cegos, em João Pessoa, na Paraíba, também escreveu cartas em braile. Para muitos esta foi a primeira experiência de escrever carta para o Papai Noel e os pedidos estavam na ponta da língua e dos dedos. Alegria, expectativa e inclusão marcaram esse momento mágico.

Leia maisCAMPANHA INCLUSIVA
Papai Noel dos Correios realiza sonhos de crianças com deficiência”

Papai Noel dos Correios: pedidos de cartas vão de brinquedos a exames

Pedro, 12 anos, pediu de presente um exame de vista e óculos para “estudar melhor”. Conseguiu e se emocionou. Foto: Alex Régis

Natal (RN) – Pedro de 12 anos e Victor de 13 não se conheciam até quando se encontraram no último dia (20) em uma clínica de oftalmologia de Natal para receber a primeira parte do presente natalino: ambos escreveram cartinha para a campanha “Papai Noel dos Correios” pedindo para enxergar melhor.

Alunos do 4º Ano do Ensino Fundamental, eles contaram ao ‘bom velhinho’ por que precisam dos exames de vista e de óculos novos: querem melhorar nos estudos. Pedro Gabriel de Moura Costa, de São Gonçalo do Amarante, sonha com Astronomia e lembra com orgulho que já deu aula sobre planetas e buracos negros; enquanto Victor Matheus Matias de Souza, que mora na zona Oeste da capital pensa em ser jogador de futebol – ele sabe que antes de alcançar o gol é preciso enxergar a bola.

Esses pedidos são apenas dois, entre as mais de 7 mil cartinhas recebidas este ano pela campanha “Papai Noel dos Correios” em todo o Rio Grande do Norte. Em 2019, a empresa celebra 30 anos da campanha e ainda dá tempo de adotar cartinhas. Os interessados ainda podem procurar as agências dos Correios que participam da campanha, e os presentes devem ser entregues até o dia 6 de dezembro para que possam chegar até a casa das crianças.

O diagnóstico preliminar recebido pelos pais de Pedro indica que o problema dele não depende exclusivamente do uso de óculos: a dificuldade do garoto está mais vinculada a uma conjuntivite crônica causada por alergia. Também apresentou baixos graus de hipermetropia e astigmatismo. Já a dificuldade de Victor é mais complexa: o nascimento prematuro provocou sequela na visão chamada de “retinopatia da prematuridade” – ele enxerga mal com um dos olhos (miopia entre 7 e 8 graus) enquanto a situação do outro pode ser irreversível.

Victor quer ser jogador de futebol e seu problema é congênito por ter nascido prematuramente. Foto: Aléx Regis/Tribuna do Norte
Leia mais “Papai Noel dos Correios: pedidos de cartas vão de brinquedos a exames”

Logística dos Correios na Black Friday é destaque na mídia

A operação logística dos Correios neste fim de ano foi destaque no telejornal SBT Brasil. Com o aumento das vendas da Black Friday e do Natal no e-commerce, a reportagem ressaltou que os Correios investiram, nos últimos cinco anos, R$ 720 milhões em triagem automatizada.

Segundo a matéria, o investimento fez com que 98% das encomendas feitas pela internet sejam entregues no prazo no país. Assista:

Papai Noel dos Correios: a emoção de tirar sonhos do papel

Sandra Santos

Histórias que tocam o coração são muitas quando o assunto é a Campanha Papai Noel dos Correios. A possibilidade de contribuir para um final feliz, pelo menos quanto aos pedidos de Natal, é o que move há 30 anos pessoas, instituições e empresas a se juntarem à essa corrente de solidariedade. Na campanha deste ano, lançada em 4 de dezembro, mais de 310 mil cartinhas já foram adotadas até 29/11.

E se há belas histórias por parte das crianças que mandam as cartinhas, também há muitos relatos emocionantes dos padrinhos e madrinhas que fazem da campanha um compromisso ano após ano. Aniversariante do dia 22 de novembro, a administradora Nathália Villela Ferreira, de Brasília, fez da festa do seu aniversário um motivo para arrecadar presentes para as crianças que escrevem para o Papai Noel dos Correios.

Com essa iniciativa, ela, que contribui com a campanha há dez anos e começou adotando cerca de 20 cartas, chega a tirar do papel os sonhos de mais de 200 crianças. “O meu presente é ver os pedidos das crianças atendidos. Até brinco com meus amigos dizendo: eu e as crianças agradecemos. No começo, mobilizava só algumas pessoas, mas o círculo foi aumentando. Todos gostam de participar. Quando vai chegando a data, o pessoal já me liga perguntando sobre as cartinhas”, explica.

Nathália faz questão de deixar claro que é com muita alegria que investe boa parte do tempo fazendo a relação dos padrinhos e madrinhas e, também, de cada pedido, para que as cartinhas das crianças sejam de fato atendidas, tal como elas sonham. “A gente faz toda uma organização para trazer todos os presentes juntos, afinal são muitos. Mas tudo é muito gratificante”, garante.  

Leia mais “Papai Noel dos Correios: a emoção de tirar sonhos do papel”

BLACK FRIDAY EUA
Quer comprar nos EUA e receber em casa? Conheça o Compra Fora

Durante a Black Friday, que acontece nesta sexta-feira (29), os brasileiros também poderão aproveitar as ofertas das lojas dos EUA. Isto porque os Correios e a Visa lançaram, no início do ano, o “Compra Fora”, solução para comprar em sites americanos que não enviam diretamente para o Brasil. Com 35 mil usuários cadastrados, o serviço já movimentou mais de R$ 1,6 milhão em importações em 2019. 

Com atendimento em português, a plataforma (www.comprafora.com.br) oferece aos brasileiros um endereço nos EUA para compra, com entrega do produto em território nacional. Toda a parte burocrática e desembaraço aduaneiro é resolvida pelos Correios. Após a conclusão da compra, o prazo médio de entrega das encomendas é de sete dias úteis na modalidade econômica (standard) e quatro dias úteis na modalidade expressa.

Além de trazer informações claras e acessíveis, o serviço Compra Fora dos Correios apresenta o menor custo de importação do mercado. Não há cobrança de mensalidade ou inscrição para usar o serviço: basta fazer o cadastro e receber na hora um número identificador e um endereço nos Estados Unidos para redirecionamento. É possível ainda fazer compras em vários sites e pedir que os itens sejam enviados juntos.

Avalie o custo-benefício

Conhecer os tributos e taxas que podem ser cobrados é muito importante para avaliar o custo-benefício de um importação e evitar surpresas na chegada do produto no Brasil. Por isso, no Compra Fora o consumidor já sabe quanto vai gastar antes da compra por meio da calculadora disponível na página do serviço.

Leia maisBLACK FRIDAY EUA
Quer comprar nos EUA e receber em casa? Conheça o Compra Fora”

5 dicas para aproveitar suas compras durante a Black Friday

Angelo de Assis

Muita gente está em contagem regressiva para o próximo dia 29, data da Black Friday. Neste ano, a famosa sexta-feira dos descontos tem tudo para tornar a experiência de compra do brasileiro ainda melhor.

De um lado, lojistas elaboram estratégias para aumentar a conversão das vendas, com reduções de frete e cupons de desconto. De outro, os Correios, maiores operadores logísticos do Brasil, estão preparados para entregar o grande fluxo de encomendas do período.

Mas para não se frustrar, o consumidor também deve estar atento a algumas dicas e cuidados durante as compras.

1.Compare o histórico dos preços

Para não cair na pegadinha do “pague a metade do dobro”, consulte aplicativos que comparam e mostram o histórico dos preços do que você deseja comprar. Desconfie também de promoções com valores muito abaixo dos de mercado para o barato não sair caro.

2. Fique atento à segurança do site  

Antes de fazer suas compras online, pesquise a reputação do site e os relatos de outros consumidores. Também certifique-se de que o endereço eletrônico tenha cadeado, isso assegura que o ambiente é confiável. No site devem constar informações básicas como nome da empresa, CNPJ/CPF, endereços físicos e eletrônicos e telefone. Após a compra, todos os registros da transação devem ser encaminhados ao cliente, como e-mails de confirmação, códigos de rastreamento e de realização da compra.

Leia mais “5 dicas para aproveitar suas compras durante a Black Friday”

CORRENTE DO BEM
Papai Noel dos Correios completa 30 anos: saiba como tudo começou

Foto: Divulgação/Correios

Sandra Santos

Milhares de correspondências que chegam às agências dos Correios, nesta época do ano, têm um único destinatário: o Papai Noel dos Correios. Há exatamente três décadas, a empresa transformou uma ação voluntária dos empregados que incentiva a solidariedade em um programa corporativo dos Correios.

Quem teve a ideia de adotar a primeira cartinha ou onde essa iniciativa nasceu, ninguém sabe dizer ao certo. Mas é fato que essa tradição natalina de escrever para o Papai Noel foi além do esperado e, um dia, as cartinhas começaram a ser respondidas ou apadrinhadas por empregados dos Correios, um gesto espontâneo e repleto de generosidade.

“A gente tem registros, em informativos internos da empresa, que a campanha começou antes mesmo de 89, e em vários lugares do Brasil. As cartinhas para o Papai Noel chegavam às unidades e os empregados se uniam para atender aos pedidos ou responder de forma carinhosa as mensagens”, explica a coordenadora nacional da campanha, Daniela Castro, do Departamento de Relações Institucionais (DERIN).

Leia maisCORRENTE DO BEM
Papai Noel dos Correios completa 30 anos: saiba como tudo começou”