30 de outubro – Dia do Atendente

Marta Ribeiro

O maior ativo de qualquer empresa é o cliente e os Correios têm essa verdade expressa não apenas nos valores da empresa, mas na atuação dos empregados responsáveis por esse primeiro contato. Por isso, há 25 anos a estatal homenageia àqueles que estão frente a frente com os clientes, diariamente e em todo o país: os atendentes comerciais.

Empregada dos Correios desde o ano 2000, Felismina Lopes de Almeida, que trabalha na Agência Central de Brasília (DF), conta que se dedica à cada pessoa que atende, por serem elas que trazem receita para a empresa. “Eu amo trabalhar com as pessoas. Eu gosto de ver as pessoas felizes. É por isso que eu me dedico tanto, porque eu amo ver o cliente sair satisfeito, porque eu me coloco no lugar dele. É como se eu estivesse resolvendo aquele problema pra mim mesma”, garante.

Felismina: “Eu gosto de ver as pessoas felizes”. Foto:Divulgação/Correios

O contato com essa alegria, gravada até no nome, é privilégio dos brasilienses, mas os Correios tem o melhor time espalhado pelo Brasil inteiro e com a mesma motivação: atender o povo brasileiro com entusiasmo. 

Valdecir Aragão Moura trabalha na Agência Central de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, e foi o 1º colocado nacional no evento Tele Sena São João/2019/Supera Varejo. Ele diz que tudo se torna mais fácil quando se faz o que ama, inclusive os resultados, mas tem um jeito especial de conduzir seu trabalho. “Não perco nenhuma oportunidade, ofereço os nossos melhores serviços e produtos a todos, sempre ressaltando os benefícios de cada um. Sem oferta, não tem como vender”, destaca.

Valdecir: “Sem oferta, não tem como vender”.

Tratamento ao cliente – Na Pesquisa de Opinião 2018 que avalia a imagem institucional e satisfação com os Correios, o item “educação, cordialidade e respeito do atendente no tratamento ao cliente” teve nota 9,24, a melhor das últimas seis edições da pesquisa, demostrando a progressão das avaliações.

Na Agência Central Juscelino Kubitschek, na capital mineira, a empregada Elizabeth Maria de Oliveira revela que é preciso ter empatia com a diversidade de clientes que entram nas agências “Nós somos o espelho da empresa para o cliente. Então a primeira impressão dos clientes somos nós. Eu não vendo só produto ou serviço, eu gero uma relação de confiabilidade a cada atendimento apresentado”. E tem dado certo: ela é, historicamente, a melhor vendedora de chips do Correios Celular em Minas Gerais. 

Elizabeth: a melhor vendedora de Correios Celular em MG

As histórias de Felismina, Valdecir e Elizabeth se multiplicam país afora. São mais de 20 mil atendentes mostrando quem são os Correios, em cada agência, em cada balcão e para todos os brasileiros.