Papai Noel dos Correios: com segurança, vamos tirar mais sonhos do papel

Uma grande corrente de amor e solidariedade: essa é a essência do Papai Noel dos Correios. Há mais de 30 anos, a campanha mantém viva a magia do Natal no coração dos brasileiros e transformou-se em uma das maiores ações sociais do País. Com o apoio da sociedade, só na última década tiramos do papel os sonhos de mais de 6 milhões de crianças em situação de vulnerabilidade social.

Neste ano tão desafiador, ficou evidente que a nossa missão de levar esperança e alegria tornou-se ainda mais necessária. Assim, para garantir a continuidade da campanha e a segurança de todos, o Papai Noel dos Correios também se adaptou às restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus.

Cada cartinha foi digitalizada e pode ser adotada pela internet: basta acessar o blog da campanha, clicar em “Seja você Noel” e seguir os passos indicados. Qualquer pessoa, em qualquer lugar do país, pode participar da campanha. Os prazos, locais e horários de funcionamento dos pontos de entrega podem variar em cada Estado.

Até o momento, das 70 mil cartinhas disponibilizadas neste ano, 40 mil foram adotadas. A grande maioria das crianças querem bola de futebol, boneca, carrinhos e itens escolares. Mas, todos os anos, pedidos inusitados e comoventes fazem a nossa campanha ainda mais especial. Foi o caso, por exemplo, da Sabrina Assis, de 10 anos, moradora de Cariacica/ES.

Na campanha do ano passado, ela pediu que o Papai Noel dos Correios realizasse o reencontro de sua mãe com os filhos mais velhos, que moram em Simplício Mendes/PI. “A minha família é mais importante do que qualquer brinquedo”, escreveu Sabrina em sua cartinha. Empresas locais de transporte rodoviário se mobilizaram e a família pôde realizar o sonho de estar reunida na noite de Natal, o que não acontecia há 16 anos.

Finais felizes como esse só são possíveis com a ajuda dos padrinhos e madrinhas do Papai Noel dos Correios, que apoiam e se engajam na ação. Contamos, mais uma vez, com o apoio dos brasileiros nessa grande corrente do bem para, juntos, tirarmos muitos mais sonhos do papel em 2020.

Apesar da distância física, a nossa solidariedade nos fará presentes no Natal de milhares de famílias.

BLACK FRIDAY
Compra internacional: como escolher o melhor frete e acompanhar o envio

Vai aproveitar as ofertas desta Black Friday em sites do exterior? Agora que você já sabe que toda compra internacional é uma importação, é hora de conferir as modalidades de entrega e como acompanhar o envio da sua encomenda.

Você sabia que, depois do pagamento dos impostos e/ou serviços postais, o prazo médio de entrega dos Correios é de apenas quatro dias úteis (nas modalidades mais rápidas de frete)? Para fazer a escolha mais adequada, você só precisa colocar na balança a sua urgência em receber a encomenda e o valor que está disposto a pagar pelo serviço de entrega.

Leia mais: Quer comprar em sites dos EUA que não entregam no Brasil? Conheça o Compra Fora!

Se deseja receber rápido a sua encomenda, o “frete grátis” oferecido por algumas lojas virtuais pode acabar sendo um problema, pois é a opção com maior prazo de envio: até 40 dias úteis. Para quem tem urgência, a melhor escolha é o frete expresso Express Mail Service (E.M.S), com prazo médio de 3 dias úteis. Este serviço admite objetos de até 30kg.

Outra opção de frete expresso, com as mesmas vantagens do EMS e prazo médio de entrega de 4 dias úteis, é o Correios Packet Express, feita por contratação direta com os Correios do Brasil . Nas lojas virtuais, ele pode aparecer como Brazil Direct Mail, Brazil Priority Line, entre outros nomes. O código de rastreamento dos objetos contratados nessa modalidade começa com as letras IX.

Agora, se você não tem tanta urgência, a melhor opção para conciliar “preço X prazo” é o Correios Packet Standard. Com prazo médio de entrega de 12 dias úteis, a nova solução dos Correios, lançada em 2019, tem sido muito utilizada pelos brasileiros pelo excelente custo–benefício e ótima performance na entrega. O código de rastreamento começa com as letras NX.

Quando sua compra for concluída, anote o código de rastreio informado pelo site de compra, composto por 13 caracteres: 2 letras (modalidade de entrega) + 9 números + 2 letras (país de origem). Ex: ER123456789CN (item da modalidade expressa proveniente da China).

Para pequenos pacotes, de até 2 kg, os Correios oferecem mais uma opção de frete standard: o serviço Prime, com prazo médio de 12 dias úteis. Também chamado de E-Packet, Priority Mail, Expedited Shipping, Priority Shipping ou Brazil Direct Mail, o seu código de rastreamento começa com a letra L.

No site dos Correios você pode conferir mais informações sobre todas as modalidades de fretes disponíveis para encomendas internacionais. Acesse aqui.

Acompanhe a sua encomenda

Além de escolher o frete que melhor atenda às suas necessidades, no momento da compra também é importante informar o seu CPF, e-mail e número do seu celular com o DDD. Dessa forma, o seu item será devidamente identificado pelos Correios.

Para acompanhar o envio da sua encomenda internacional, basta acessar a plataforma Minha Importações, com o seu ID Correios. No ambiente virtual, você recebe notificações sobre o status do seu objeto, bem como avisos de tributações e serviços relacionados à sua liberação.

Também é possível completar informações necessárias à continuidade da fiscalização, pagar ou solicitar tributos e informar o seu CPF, caso não tenha sido identificado. Desde janeiro de 2020, a Receita Federal exige que todas as remessas internacionais possuam a identificação do CPF/CNPJ/Número do Passaporte do destinatário.

Na próxima matéria, vamos falar sobre o serviço de Despacho Postal e sobre as novas funcionalidades do aplicativo Correios para encomendas internacionais. Até lá!

Exporta Fácil: 20 anos do serviço de exportação dos Correios

Comemoramos nesta sexta-feira (20), os 20 anos da criação do Exporta Fácil, serviço dos Correios que já ajudou mais de 15 mil micros e pequenas empresas brasileiras a expandirem seus mercados pelo mundo. Ao desburocratizar a remessa de produtos para o exterior, esta é a ferramenta de exportação mais utilizada no País: cerca de 60% das empresas nacionais que exportam já utilizaram o Exporta Fácil. 

Com mais de 400 mil operações realizadas, a solução também é um marco de inovação dos Correios do Brasil: fomos o primeiro correio do mundo a atuar como um operador logístico do comércio exterior. O Exporta Fácil ainda ganhou diversos prêmios e se tornou referência no setor, apontado pela União Postal Universal (UPU) como um dos instrumentos de diversificação das atividades dos correios mundiais, ajudando, assim, a expandir o comércio internacional. 

Hoje, se qualquer empreendedor pode exportar a partir de qualquer cidade brasileira, isso se deve ao empenho dos empregados dos Correios: em meados da década de 90, após estudos técnicos, os analistas da empresa identificaram que a participação das micro e pequenas empresas na pauta de exportações do Brasil era insignificante.  

Leia mais “Exporta Fácil: 20 anos do serviço de exportação dos Correios”

ENCOMENDA INTERNACIONAL
Quer comprar em sites do exterior? O que você precisa saber antes

Seja para adquirir aquele objeto de desejo ou aproveitar ofertas, as compras online no exterior caíram de vez no gosto dos brasileiros. Cada dia mais conectados, 14,1 milhões de consumidores do país compraram em sites estrangeiros no ano passado, segundo o Relatório Neotrust 3ª Edição, , elaborado pela Compre&Confie, em parceria com o E-Commerce Brasil.


Mas antes de encher o carrinho virtual, algumas dicas podem ser úteis para evitar surpresas desagradáveis. Por isso, lançamos a série “Compras online no exterior” (confira e-book) , para trazer informações importantes sobre prazos de entregas internacionais, modalidades de envio, novas funcionalidades do aplicativo Correios para encomendas vindas de fora, entre outros assuntos.


Você sabia, por exemplo, que toda compra realizada em sites estrangeiros é uma importação? Ao chegar no Brasil, todos os objetos são fiscalizados pela Receita Federal e outros órgãos anuentes, para impedir a entrada de produtos perigosos ou ilegais no país como, por exemplo, entorpecentes e substâncias tóxicas prejudiciais ao meio ambiente e às pessoas.


Além do controle tributário, algumas encomendas estão sujeitas à anuência de outros órgãos, como Anvisa, Inmetro, Vigiagro e Exército. É o caso de alimentos, bebidas, medicamentos e alguns itens aceitos sob condições. Pela plataforma Minhas Importações, dos Correios, o cliente pode verificar se será necessário fornecer informações complementares sobre a sua encomenda.

Se o produto não for liberado, o órgão fiscalizador responsável indica o fim a ser dado ao objeto: devolver ao país de origem, apreender ou destruir.

Esse tempo que a Alfândega leva para verificar as encomendas é variável e, portanto, irá interferir no prazo de entrega previsto. Os Correios só podem realizar a entrega depois que os objetos são liberados pelos órgãos fiscalizadores.

Proibições

Antes de realizar sua compra, é importante também verificar se a mercadoria em questão tem permissão para entrar no País, de acordo com as regras brasileiras de importação. Armas, animais silvestres e plantas silvestres, por exemplo, são proibidos.

Confira aqui a lista completa dos produtos não permitidos no fluxo postal de importações dos Correios.

Medicamentos


É permitido que pessoas físicas importem até US$10 mil em medicamentos por remessa internacional. Para medicamentos com receita médica destinados à pessoa física, não há cobrança de impostos.

A receita deve estar em português, conter informações referentes ao nome e domicílio do paciente, posologia, periodicidade do tratamento (limitado a 180 dias), data e assinatura do profissional responsável, seu domicílio ou endereço profissional.

Medicamentos para consumo pessoal terão a entrada no território nacional autorizada em quantidade e frequência compatíveis com duração e finalidade do uso, de acordo com instrução da Receita Federal (IN RFB Nº 1737/2017).

Lojas virtuais: dicas e cuidados

Assim como no Brasil, no exterior você pode realizar compras em grandes lojas virtuais, como a Wish, Best Buy e Amazon, ou em sites de compra e venda de produtos de particulares, como o eBay, semelhante ao Mercado Livre.

No momento de optar pelo site que irá comprar, é importante pesquisar a reputação do e-commerce e os relatos de outros consumidores. Também certifique-se de que o endereço eletrônico tenha cadeado, isso assegura que o ambiente é confiável.

No caso do eBay, verifique ainda a reputação do vendedor e se há um canal de contato direto com ele, a fim de esclarecer qualquer dúvida ou reclamação sobre o produto e o processo de compra.

Também é importante conhecer a política de trocas e devoluções da loja e se ela vale para entregas internacionais. Do contrário, você pode ter de arcar com os custos de reenvio da mercadoria que chegou com defeito ou que deseja devolver.

Na próxima matéria, vamos falar sobre as principais modalidades de envio (fretes) para compras no exterior e seus respectivos prazos de entrega. Até lá!

30 de Outubro: Dia do Atendente dos Correios

Atendente Giselle da Silva Noronha, da agência JK, em Palmas (TO).

Nesta sexta-feira (30), celebramos o dia dos profissionais que estão na linha de frente de cada uma das agências dos Correios, todos os dias, nos 5.570 municípios do país.  A data marca a publicação no Diário Oficial da União, em 30 de outubro de 1932, do Decreto-Lei 4.042, que regulamenta a profissão dos comerciários, hoje mais conhecidos como atendentes comerciais.  Nesses quase 90 anos de profissão regulamentada, os atendentes desempenham um papel significativo na sociedade, refletindo diretamente a imagem dos Correios.

Em 2020, com a pandemia de COVID-19, a importância desses profissionais ficou ainda mais evidente. Mesmo com a fechamento da maior parte do comércio no período mais crítico do isolamento, o serviço postal foi considerado essencial e os atendentes dos Correios estavam na lista dos profissionais que ampararam a sociedade nesse momento tão crítico.

Na agência Harmonia, no Rio Grande do Sul, a atendente Caroline Lottermann lembra que muitos pequenos negócios só conseguiram sobreviver porque as agências dos Correios continuaram abertas. “Não foram poucas empresas, foram muitas aqui na nossa região. Ajudamos tanto aquele que tem que vender, para garantir o sustento da sua família quanto aquele que precisa comprar para garantir o seu isolamento”.

Os atendentes também são fundamentais na confirmação do papel da estatal como parceira principal do e-commerce brasileiro. Cristiane Silva, da agência Bom Jardim, no interior do estado do Rio de Janeiro, conta como o apoio dos Correios, único operador logístico presente em todo o país, tem sido essencial para as entregas das lojas virtuais.

Para Elinésia Queiroz, da agência Flores, em Pernambuco, o sentimento de fazer parte do dia a dia de tantos brasileiros é de orgulho.  “O nosso trabalho traz soluções para a vida das pessoas. Por isso, me sinto essencial para o país e para a sociedade”.

Essa é a nossa homenagem e reconhecimento àqueles que estão sempre prontos para oferecer a melhor solução, quando você mais precisa.

Armário inteligente dos Correios: onde você estiver, quando precisar

Já pensou em receber, com segurança e comodidade, aquela encomenda que você comprou pela internet, no horário que preferir e sem precisar estar em casa? Com os novos armários inteligentes dos Correios isso já é possível! Além do serviço Clique e Retire, onde você retira sua encomenda em qualquer agência, e das Caixas de Correio Inteligentes, instaladas em condomínios residenciais, a estatal acaba de lançar o Locker, o mais inovador canal de autoatendimento dos Correios – que em breve estará disponível em todo Brasil.

Em tempos de pandemia, a solução garante que as entregas ocorram sem contato físico e já na primeira tentativa. Instalados em locais de fácil acesso e grande circulação de pessoas – como estações de metrô, rodoviárias, shoppings e postos de gasolina -, os terminais são integrados ao aplicativo Correios e ao Sistema de Rastreamento de Objetos (SRO).

Cada equipamento possui em média 40 gavetas de tamanhos variados, podendo funcionar 24h, sete dias por semana.  Para utilizar o serviço, que não possui custo adicional, basta o cliente informar no momento da compra, na loja virtual, o CEP do equipamento onde seja retirar a sua encomenda e inserir o número do seu CPF/CNPJ no campo de complemento do endereçamento. Além de estar visível em cada equipamento, os CEPs dos lockers pode ser consultado no site ou no aplicativo dos Correios.

Quando o carteiro disponibilizar a encomenda em um dos compartimentos do locker, os Correios enviarão SMS ao destinatário com orientações, prazo de retirada e o código de acesso para abertura do compartimento. O cliente tem até três dias corridos para fazer a retirada da encomenda, inclusive nos finais de semana e feriados. 

Até fevereiro de 2021, os Correios irão instalar 63 terminais de lockers; 10 no Distrito Federal e 53 no Rio de Janeiro. Em Brasília, o primeiro locker foi inaugurado nesta terça-feira (27), na região administrativa do Paranoá. Na capital fluminense, o equipamento será instalado ainda este ano.

O primeiro locker dos Correios foi inaugurado nesta terça-feira (27/10) no DF. Foto: Divulgação: Correios

A empresa pretende expandir as instalações dos lockers para outros estados, além de ampliar as funcionalidades dos terminais. O objetivo é que os equipamentos funcionem como um canal de autoatendimento multisserviços, onde o cliente também poderá postar objetos e até devolver encomendas, por meio da logística reversa.

Além de trazer vantagens aos clientes, os lockers também contribuem para a economia de recursos e para a sustentabilidade do planeta. Ao otimizar o percurso dos carteiros, os Correios diminuem a sua emissão de CO2 na atmosfera, além de reduzir o fluxo de veículos e a poluição sonora nas cidades.

Caixa de Correio Inteligente

Para evitar o contato físico e diminuir os riscos de contaminação da Covid-19, muitos edifícios têm adotado a instalação de portarias virtuais, que permitem que todo o controle de acesso de moradores, visitantes e prestadores de serviço seja feito remotamente por profissionais que monitoram o local por meio de câmeras. Mas então, quem recebe as encomendas entregues pelos Correios? Nesses casos, é necessário que o porteiro virtual acione o síndico ou outro responsável para receber o objeto.

Leia mais “Armário inteligente dos Correios: onde você estiver, quando precisar”

Troca de cartas ganha adeptos durante pandemia

A publicitária Mariana Carolina Carneiro é a idealizadora do grupo de trocas de cartas Envelope de Papel. Foto: Divulgação/Correios

Em tempos de distanciamento social, a necessidade de encontrar outras formas de se conectar com as pessoas se torna cada vez mais pulsante. Na contramão das comunicações digitais, tão impalpáveis quanto instantâneas, um hábito por muitos já esquecido tem conquistado novos adeptos: a troca de cartas – um hobby que, curiosamente, se dissemina nas redes sociais, amenizando a solidão do confinamento.
 
A troca de cartas é capaz de trazer muitos benefícios, como explica Mariana Carolina Carneiro, 23 anos, publicitária, idealizadora do grupo de trocas de cartas Envelope de Papel, que tem quase 2 mil participantes cadastrados de todos os lugares do Brasil e até de outros países. “Esse hobby ajuda a exercer a paciência, já que as cartas não possuem a instantaneidade dos aplicativos e redes sociais, e exigem do destinatário esperar dias e até meses para receber sua correspondência. Também estimula a criatividade, além de promover um carinho especial entre os participantes”, destaca.

Para a mineira da cidade de Santa Luzia, que fica na região metropolitana de Belo Horizonte, receber uma carta cheia de carinho é um ato de amor dedicado, muitas vezes, a uma pessoa que você nunca viu. “Cartas transmitem uma mensagem mais sincera e carinhosa do que um e-mail ou texto em aplicativos como WhatsApp e Telegram. Além disso tudo, ainda há a chance de criar amizades verdadeiras através do papel e caneta”, explica.
 
De acordo com a publicitária, durante a quarentena, houve um aumento significativo de inscrições no grupo. “Começamos o ano de 2020 com menos de 600 participantes e entramos em setembro com mais de 1800. O interesse pela troca de cartas, para muitas pessoas, começou justamente durante a pandemia”, informa. Mariana conta que se inspirou no seu pai, que nas décadas de 80 e 90 trocava cartas com pessoas de vários países, para criar o Envelope de Papel. “Ele me incentivou a procurar grupos que ainda mantinham esse hobby; e, em 2017, resolvi criar meu próprio clube e ser uma ponte segura e fácil para a troca de cartas entre as pessoas”.
 
E foi nesse clube criado pela publicitária mineira que Lidiane Marques Barbosa, instrutora da seção de treinamento dos Correios de Goiás, conseguiu retomar sua antiga paixão, em fevereiro deste ano. “A escrita de cartas já faz parte da minha vida desde os 13 anos, quando comecei a trocar cartas por meio de uma seção do Jornal O Popular. Nessa época, eu mantinha cerca de 40 correspondentes do Brasil e do exterior. Conservei essas amizades até entrar na universidade, mas muitos se mudaram e fomos perdendo o contato. Nos anos seguintes, tive apenas alguns correspondentes esporádicos, que encontrei nas redes sociais”, comenta Lidiane.

Lidiane Marques Barbosa: paixão por cartas e pelos Correios. Foto: Divulgação/Correios
Leia mais “Troca de cartas ganha adeptos durante pandemia”

MALA DIRETA COM GEOMARKETING
Precisa atingir o seu cliente? Nós sabemos onde ele está

A restrição na circulação de pessoas imposta pela a pandemia de COVID-19 mudou os hábitos de consumo em todo o mundo. Com os novos tempos, a capacidade das empresas anteciparem movimentos do mercado, saber onde estão e para onde estão indo os seus clientes tornou-se vital. Para ajudar empreendedores a impulsionar seus negócios, os Correios desenvolveram a mala direta com geomarketing, uma nova solução de marketing direto que agrega inteligência geoespacial ao serviço.

Diariamente, nossos carteiros percorrem milhares de residências e estabelecimentos comerciais, o que torna possível mapear e atualizar, em tempo recorde, o perfil de todos esses endereços. Ao associar essa expertise a tecnologias geodemográficas, os Correios criaram uma base de dados única, com mais de 17 milhões de endereços em 160 cidades, dentro das 14 maiores regiões metropolitanas do país.

“O serviço de mala direta com geomarketing dos Correios oferece uma grande análise de dados (Big Data), equivalente a 30% de todos os endereços do Brasil e a mais de 40% do PIB nacional. Tudo isso para tornar a solução ainda mais direta e eficaz para os nossos clientes”, detalha o presidente dos Correios, Floriano Peixoto.

Os dados são segmentados por tipos de atividades comerciais e categorias de residências. A partir da análise das informações, também é possível identificar perfis de público-alvo (por idade, renda, sexo, escolaridade, etc) e encontrar a melhor região para divulgar o seu produto, serviço, projeto, evento ou campanha.

O empreendedor pode ainda obter insights para reinventar o seu negócio, prospectar mais clientes e reduzir custos. Em situação de maior isolamento social, como a atual, comércios locais podem ser impulsionados em regiões domiciliares, por exemplo, pois ali estão potenciais novos clientes. Por isso, a localização do negócio e das ações de marketing torna-se tão importante.

Neste ano de eleições municipais, a mala direta com inteligência de geomarketing também pode ser uma poderosa aliada no planejamento estratégico de campanhas eleitorais. A partir da análise geográfica e dos perfis do eleitores, é possível direcionar a campanha, saber onde se tem maior ou menor desempenho eleitoral e direcionar melhor os recursos.

Canais integrados

Mesmo com o crescimento da publicidade nos meios digitais, como e-mails marketing, redes sociais e sites, a mala direta mantém seu espaço dentro do mix dos anunciantes. As estratégias atuais de varejo omnichannel e marketing multicanal promovem o uso simultâneo e interligado de diferentes meios de comunicação para intensificar os pontos de contato com o consumidor.

Leia maisMALA DIRETA COM GEOMARKETING
Precisa atingir o seu cliente? Nós sabemos onde ele está”

Correios e Hospital de Amor: parceria pela vida

Há 17 anos, os Correios exercem o seu papel de integrador nacional em prol de uma nobre causa: ampliar a captação de recursos para o Hospital de Amor (HA), antigo Hospital de Câncer de Barretos, referência nacional em oncologia. Por meio das agências da estatal em todo o país, já foram arrecadados mais de R$ 20 milhões, em cerca de duas milhões de doações únicas.

Atualmente, por meio da promoção “Corrente de amor”, a cada doação a partir de R$ 10, o cliente recebe um número da sorte por SMS, com as instruções para baixar o aplicativo Apcap do Bem e concorrer a prêmios, entre eles o novo Corolla. A ação, que teve início em 19/6, foi criada para facilitar e aumentar a capilaridade das doações ao HA, já que a pandemia do novo coronavírus inviabilizou a realização de eventos beneficentes e leilões.

As arrecadações são vitais para a manutenção dos tratamentos oncológicos do hospital, que não podem ser interrompidos. “Convidamos a todos a participarem desse novo projeto, para que o Hospital de Amor sobreviva e tenha forças. Que vocês possam enxergar esse projeto como um remédio para uma pessoa com câncer. Por isso, o Hospital de Amor agradece aos Correios, em nome de cada paciente”, destaca o presidente do HA, Henrique Prata.

O Hospital de Amor realiza mais de 6 mil atendimentos por dia, 100% gratuitos, acolhendo pacientes de todo o Brasil. Com 58 anos de história, o hospital possui diversas unidades fixas de tratamento e prevenção espalhadas pelo país, em cidades como Barretos (SP), Jales (SP) e Porto Velho (RO). Em 2019, a entidade ofereceu mais de 1 milhão de atendimentos a 225 mil pacientes vindos de 2,2 mil municípios de todos os estados brasileiros.

Prêmios
A primeira vencedora da promoção “Corrente de amor” foi a Danila dos Santos, que realizou sua doação na agência dos Correios em Jaú, interior de São Paulo, em 13 de agosto de 2020. Ela ganhou 1 Corolla 0Km. No dia 13 de outubro, serão sorteados dois veículos Ônix 0KM, de uma só vez.

Quer ser o próximo ganhador? Vá até uma agência dos Correios, faça sua doação e participe!

UPU enaltece trabalho dos operadores postais durante a pandemia: “sacrifícios incríveis”

Nesta sexta-feira (9) é celebrado o Dia Mundial dos Correios, marco da criação, em 1874, da União Postal Universal (UPU) – órgão da Organização das Nações Unidas que congrega operadores de 192 países. Entre outros temas, a UPU defende a estratégia de diversificação dos serviços postais, adotada pelos Correios no Brasil desde 2011. Pela primeira vez, neste ano o evento em comemoração ao Dia Mundial dos Correios ocorrerá virtualmente.

Em alusão à data, a UPU também divulgou sua tradicional mensagem anual, em que avalia as recentes conquistas e desafios do setor. Como não poderia ser diferente, o discurso enfatizou as dificuldades impostas pela pandemia de COVID-19 aos operadores logísticos, em todo o mundo. A essencialidade dos serviços postais e a resiliência dos funcionários de correios, que seguiram trabalhando enquanto o vírus se alastrava, foram enaltecidas na mensagem.

“É preciso reconhecer os incríveis sacrifícios feitos pelos operadores postais e seus funcionários durante a pandemia. (…) Gostaria de saudar a bravura e dedicação dos milhões de empregados dos correios que continuaram a prestar o seu serviço, apesar das perturbações globais”, diz um dos trechos da mensagem assinada pelo diretor da UPU, Bishar Hussein.

Os impactos da suspensão de voos internacionais, fechamento de fronteiras e as alternativas encontradas para administrá-los também foram destaque. Segundo a UPU, inovação e criatividade foram a marca desse período. “Quando surgiram obstáculos no caminho, novas rotas foram criadas. Navios substituíram voos comerciais; operadores postais desenvolveram novas formas de trabalhar e de assegurar as entregas”, ressaltou a mensagem.

Responsabilidade social

A UPU citou ainda a relevância do papel social do setor no auxílio aos mais vulneráveis. “Graças ao correios, pessoas idosas, isoladas e enfermas foram atendidas; equipamentos de proteção foram entregues e serviços financeiros essenciais, mantidos”, pontuou Hussein.

Desde o início da pandemia, os Correios do Brasil mobilizaram sua infraestrutura logística em uma grande rede de cooperação, para ajudar a salvar vidas. As ações abrangeram desde o transporte de material viral até a entrega de medicamentos em áreas remotas, envolvendo empregados, comunidade científica, entidades públicas e privadas em diferentes frentes.

Em recente parceria com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), a estatal também doou milhares de camisas de carteiros e malotes postais inservíveis aos Correios, que estão se transformados em máscaras de proteção, toucas, mochilas e sacos de dormir para uso de pessoas em situação de rua.

“A empresa não mediu esforços para proteger seus empregados e adotar estratégias que minimizassem o impacto da pandemia à população brasileira, mostrando-se ainda mais essencial neste momento tão difícil”, destacou o presidente dos Correios, Floriano Peixoto.